04/04/2013 - Agentes penitenciários iniciam greve; governo não atende pauta de reivindicações

Agentes penitenciários entram em greve a partir de hoje quinta-feira (04) em Cuiabá. Com a suspensão dos trabalhos, a categoria irá trabalhar com apenas 30% do efetivo que já é insuficiente. Apenas as atividades consideradas emergenciais serão realizadas, como assistência médica, alimentação e atendimento de alvará de soltura.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Servidores Penitenciários de Mato Grosso (Sindspen-MT), João Batista, o Governo do Estado não atendeu a pauta de reivindicação da categoria. 

Além de melhores condições de trabalho e segurança, os agentes pedem convocação dos aprovados em concurso público, reajuste salarial, pagamento adicional de insalubridade, essa última, uma solicitação acordada já no ano passado e que ainda não foi concretizada. 

A falta de efetivo é um dos principais problemas no sistema penitenciário no Estado. Segundo o sindicalista, atualmente o sistema conta com um efetivo de 2.200 pessoas, dentre elas estão técnicos, agentes e assistentes. Desses, 1.980 são agentes penitenciários, porém, de acordo com João Batista, o ideal para atender a demanda seria de 2.500. 

Para conseguir alcançar esse número, o governo do Estado poderá convocar os aprovados no concurso público realizado em 2009 que será prorrogado por mais dois anos.

 

Da Redação - Priscilla Silva

 

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário