04/04/2013 - Dívida pode ter motivado morte brutal de garota de programa

A Polícia Civil de Campo Verde, 140 km de Cuiabá, investiga o assassinato de Valéria Moraes Neves, 43 anos, encontrada nua com três perfurações de faca em um matagal na segunda-feira (2). 

A vítima era garota de programa e morava sozinha. A morte dela e o sumiço de outra garota na tarde de ontem fez com que alguns moradores de Campo Verde imaginassem a existência de um maníaco e comentários foram postados na internet que um maníaco estaria a solta. 


O delegado de Campo Verde, Fernando Vasco, em entrevista ao Olhar Direto, descartou a hipótese de um tarado estar à solta no município e disse que a outra garota de 25 anos que estava desaparecida já foi encontrada. Sobre a morte de Valéria, o delegado disse que tem duas linhas de investigação: crime passional praticado por alguém que de repente conhecia ela e outra hipóetse dívida provavelmente contraída por ela em Rondonópolis, onde ela morava antes. 

“Não existe maníaco a solta. Algumas pessoas ficaram apavoradas por causa do sumiço de outra garota ontem à tarde, mas que já foi localizada”, completou. O delegado informou que esse comentário sobre maníaco surgiu em outra cidade do estado, mas que realmente estaria acontecendo em Mato Grosso do Sul.

A vítima é natural de Alto Garças e residia em um quarto de aluguel em Campo Verde onde a polícia não verificou nenhum sinal de arrombamento. A polícia aguarda exames para confirmar se a vítima sofreu abuso sexual antes de ser assassinada.

 

De Barra do Garças - Ronaldo Couto

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário