04/04/2016 - Pacientes reclamam de saúde em Cuiabá

04/04/2016 - Pacientes reclamam de saúde em Cuiabá

Quem foi procurar atendimento nas Policlínicas e UPA de Cuiabá, neste domingo (03), foi surpreendido pela falta de médicos.

Foi o caso de Alessandro Almeida, de 46 anos, que por volta das 05h foi até a Policlínica do Pascoal Ramoso com a irmã que estava passando mal. Ele foi informado pela recepcionista que não havia médico de plantão.

Alessandro informou que os pacientes são direcionados para outras unidades de saúde. "Isso é uma vergonha, porque pagamos nossos impostos e quando precisamos temos que ficar correndo atrás para sermos atendidos. Eu não vi nenhuma melhora na saúde de Cuiabá, como esse prefeito Mauro Mendes é cara de pau em fazer propagandas dizendo que está fazendo uma transformação. Ele transformou sim em uma saúde pior do que já tínhamos", lamentou.

A equipe de reportagem do GD entrou em contato com a unidade por telefone e confirmou a falta de médicos.

Segundo Alessandro, o local estava vazio, com poucos carros e sem movimento. “Quando eu cheguei até comentei com minha irmã que estava estranho porque nunca vi tão vazio. Só aí que ficamos sabendo que não tinha médico e porque estava totalmente vazio", afirmou.

Silvia Moreira, 25, contou que levou a mãe dela, uma idosa de 78 anos na UPA da Morada do Ouro, no sábado (02) e foi informada que não tinha médico no box de emergência. "Minha mãe estava com quase 40 graus de febre, eu já tinha ido na Policlínica do Verdão para ver se conseguia atendimento. Mas, fiquei mais de 4 horas na fila aguardando. Então resolvi trazer a minha mãe na UPA, porque no Verdão estava lotado, tinha umas 30 pessoas na minha frente".

Silvia disse que a UPA está uma merda, porque a sala vermelha não tem médicos e quem sofre com isso tudo é a população. "Eles vão esperar as pessoas morrerem para atender o povo? Cadê os médicos dessa unidade de saúde? Aqui só atende quando chamamos a imprensa, eu pergunto cadê o prefeito que não está fazendo nada para melhorar a saúde da nossa cidade. As eleições estão bem aí, espero que o povo acorde e vote consciente, porque esse Mauro Mendes não fez nada por Cuiabá".

A presidente do Sindicato dos Médicos de Cuiabá (Sindimed), Eliana Siqueira relatou que as unidades de saúde estão com 8 médicos a menos nos plantões. "A prefeitura quer piorar o caos reduzindo o número de médicos nas escalas, isso só tem gerado danos aos usuários de saúde. Estamos esperando o prefeito nos atender, porque ele marca as reuniões e depois não aparece".

Eliana mostrou a tabela dos plantões nas unidades de saúde. "Como vocês podem ver a saúde de Cuiabá está um caos, estamos lutando por melhores condições de atendimento ao povo, porque não tem como trabalharmos deste jeito. A UPA está funcionando apenas com 57% dos médicos contratados. A prefeitura não mantém nem 70% dos plantões cobertos, por isso os pacientes esperam por horas para serem atendidos", destacou.

Uma enfermeira da UPA que não quis ser identificada, informou que é preciso efetuar melhorias urgentes na unidade de saúde. "Como o Pronto Socorro está lotado muitos pacientes em quadro grave fica aqui 5 a 7 dias, e tem ocorrido isso com freqüência, porque não temos como fazer o remanejamento destes doentes. A UPA não pode continuar assim e esta situação acontece por que estamos recebendo casos de atenção básica, secundária e terciária”, alertou ela.

A reportagem do GD tentou contato com a assessoria de imprensa da Prefeitura por telefone, mas ninguém atendeu até o fechamento da matéria.

Tabela de Plantões
UPA - sem médico no box, 2 clínico e 2 pediatra;

Policlínica Pascoal Ramos - sem médico clínico e 1 pediatra;

Policlínica Verdão - 2 clínico e 2 pediatra;

Policlínica Coxipó - 2 clínico e 2 pediatra;

Policlínica Pedra 90 - 1 clínico e 1 pediatra

Veja as fotos

Soraya Medeiros, repórter do GD

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário