04/05/2015 - Nobres atrai brasileiros e estrangeiros

04/05/2015 - Nobres atrai brasileiros e estrangeiros

Ao entrar no pequeno distrito de Bom Jardim, em Nobres, a paranaense Liziane de Fátima teve a impressão de que a tímida cidade do interior do Mato Grosso teria pouco a oferecer aos turistas. Mas foi com uma grata surpresa que descobriu que a falta de sinal de internet era compensada por uma vegetação nativa quase intocada e cercada pelas belezas e encantos das águas cristalinas de rios repletos de peixes, cavernas subaquáticas e cachoeiras que atraem visitantes do mundo todo.

 

Por indicação de amigos, Liziane fez questão de conhecer o Aquário Encantado e o Rio Salobra em sua primeira visita a Mato Grosso. Munida com máquina fotográfica, colete para flutuação, máscara de mergulho e tubo snorkel, a paranaense percorreu uma trilha de 500 metros pela mata fechada até chegar ao local do mergulho. O caminho até chegar nas atrações guarda surpresas inesperadas para quem está acostumado a viver nas grandes cidades. “No caminho tiramos fotos com os macaquinhos que parecem fazer pose para nossa câmera. Vimos pássaros que não estamos acostumados a ver, como a arara, e aproveitamos o ar fresco do mato”, contou.

 

A 180 km de Cuiabá, Nobres é um paraíso ecológico que vem se firmando como um dos principais pontos turísticos mato-grossenses, recebendo visitantes que buscam um turismo de aventura, com mergulhos entre peixes em rios transparentes e piscinas naturais, sem falar na caminhada em trilhas pela mata que dá acesso a cachoeiras e paisagens deslumbrantes. Liziane, que já está acostumada a viajar pelo Brasil, se empolgou com o contato direto com a natureza. “Isso aqui é maravilhoso. Nunca pensei em encontrar um lugar tão bonito assim aqui no meio do Brasil. Vi as fotos na internet e resolvi conferir como seria mergulhar em uma água transparente e tão perto dos peixes. Vou trazer muita gente do Sul para conhecer esse paraíso. Espetacular!”.

 

Depois da diversão na água é hora de recuperar as energias com uma boa comida regional mato-grossense. Quando os turistas voltaram para a pousada, encontraram uma mesa farta com os tradicionais pratos de pacu frito e farofa de banana. Cardápio que cai no gosto dos visitantes. “ É maravilhoso vir aqui, ver a paisagem e depois conhecer as comidas típicas da região. Vou voltar aqui, certamente”, comemorou o analista de sistemas Vinícius do Livramento, que veio do Rio de Janeiro para conferir as belezas da região.

 

Todo o trajeto é realizado com um guia responsável também para dar treinamentos a quem não tem experiência em flutuação. Débora do Nascimento tem por ofício conduzir o passeio dos turistas no aquário encantado, onde os peixes “estão ali como se fossem de estimação”. Guia turística há 10 anos, Débora nasceu em Rosário Oeste e se criou no distrito de Bom Jardim, em Nobres. Ela, que diz não trocar este trabalho "por nada nesse mundo", comemorou o apoio que o novo governo do Estado tem dado à localidade.

 

Com menos de quatro meses de administração, o governador Pedro Taques em um trabalho realizado com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e o Ministério Público, liberou licenças ambientais para seis propriedades na região. O documento irá possibilitar que os empresários consigam crédito para melhorar a infraestrutura dos pontos turísticos. Os títulos foram entregues no dia 25 de abril e já trazem esperança para quem vive do turismo.

 

Para o dono da Pousada Roda das Águas, no distrito de Bom Jardim, Antônio Constantino da Silva, o problema da documentação era um impedimento para o desenvolvimento do turismo no local. Agora, devidamente regularizados, os turistas podem esperar encontrar pontos turísticos mais estruturados e uma cidade mais organizada para visitar. “Sem o licenciamento não temos a documentação e, sem a documentação, não conseguimos financiamentos para investir na infraestrutura. Esse lugar que já é lindo vai ficar ainda melhor”.

 

Hoje o distrito de Bom Jardim em Nobres possui cerca de 300 leitos distribuídos em 14 pousadas que estão sempre lotadas nos finais de semana e feriados. O governo de Mato Grosso se esforça para aumentar essa estrutura. Confira aqui os principais passeios da região e agende sua próxima viagem:

 

Balneário Estivado

A localidade é um dos grandes atrativos da região e chama a atenção porque o rio Estivado oferece uma piscina natural onde os peixes saltam para fora d’água para buscar alimentos. Distante 1km da Vila Bom Jardim, os visitantes podem tomar banho com várias espécies de peixes como a piraputanga, dourado e piau.

 

Já pensou em nadar lado a lado com arraias? Isso é possível no Rio Triste, onde os visitantes também realizam flutuação. Em meio aos cardumes, o turista também pode nadar com as arraias, o que tem feito do local um dos grandes atrativos da região.

 

Complexo de cachoeiras

A Cachoeira da Serra Azul chama atenção com sua queda d´água de 45 metros de altura, e a lagoa azul, que possui uma coloração surpreendente devido ao calcário. A cachoeira é muito visitada, mas é preciso ânimo para encarar a aventura. Além da trilha, é preciso subir uma escadaria de 185 degraus para aproveitar as belezas do lugar. Isso porque a cachoeira está localizada no alto da Serra Azul, que fica a 20 km do distrito de Bom Jardim. O turista precisa deixar o veículo no pé da serra e seguir por 350 metros até chegar à escadaria. Mas o cenário surpreendente compensa o esforço, principalmente para os amantes da fotografia.

 

Para conhecer a Cachoeira dos Namorados, uma sequência das três cachoeiras, é preciso esperar o período chuvoso, pois a cachoeira só surge entre novembro e março de cada ano. Elas se formam no alto de um morro e, para se ter acesso, é necessário fazer uma caminhada ecológica de mais de mil metros.

 

Canto das Araras

A Lagoa das Araras é uma ótima sugestão para fechar o dia. Além de um bom banho, os turistas podem aproveitar o pôr do sol, quando centenas de araras, periquitos e maritacas se aglomeram em uma vegetação formada por buritis, espécie de palmeira típica na região. Ouvir a festa das aves é um espetáculo a parte que pode ser assistido pelos visitantes nos bancos de madeira montados ao redor do lago.

 

Flutuação no Aquário Encantado

Realizada dentro do Recanto Ecológico Lagoa Azul, a atividade é dividida em duas partes: a primeira (30 minutos) é feita em um aquário natural com 32 diferentes espécies de peixes (predominam as piraputangas, piaus e pacus); depois o turista percorre uma trilha de 180 m que leva ao Rio Salobra, de águas claras, onde o mergulho segue de acordo com a correnteza - a surpresa, no meio do caminho, fica por conta da presença dos macacos-prego nas árvores.

 

 

Da Redação

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário