04/06/2012 - Eu falei: Ele não vai aguentar’, diz Leonardo sobre o acidente do filho

O cantor Leonardo contou ao Fantástico deste domingo (3) que chegou a pensar que seu filho Pedro Leonardo não fosse sobreviver ao acidente automobilístico sofrido no dia 20 de abril. O jovem permaneceu em coma durante um mês. Em sua primeira entrevista desde que o filho acordou, Leonardo lembrou-se do dia em que viu o filho num hospital de Goiânia. “Eu vi uma pessoa ali que, dentro daqueles dez minutos, ia parar de respirar, porque ele respirava muito forte, com dificuldade, muito rápido e forte. Eu falei: ‘Ele não vai aguentar’. Não me reconhecia, estava totalmente sedado.”

Sobre a recuperação do filho, Leonardo falou que “foi uma vitória, foi uma reviravolta na minha vida e na vida da minha família”. Pedro capotou o carro em local próximo ao município de Tupaciguara, em Minas Gerais, quando voltava de um show. Depois do acidente, ele foi levado ao Hospital Municipal de Itumbiara, em Goiás. Horas após a batida, ainda no interior de Goiás, Pedro foi submetido a uma cirurgia para retirada do baço. Ele sofreu traumatismo craniano e trauma abdominal e teve de ser colocado em coma induzido. No mesmo dia, foi transferido para hospital de Goiânia.

Em 23 de abril, no entanto, o jovem sofreu uma parada cardiorrespiratória de seis minutos e, três dias mais tarde, foi transferido para o Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. No Fantástico, Leonardo afirmou que arcou com os riscos da transferência do filho: “Ele poderia morrer na viagem [para São Paulo]”.

Leonardo destacou que Pedro agora está falando “e já até cantou uma música inteirinha comigo”. “Ele pediu para eu cantar do Waldick Soriano, ‘Eu não sou cachorro, não’”, disse o cantor. “Não sei por que pediu essa. Podia ter pedido outra: ‘Pense em mim’ ou ‘Temporal de amor’.” O cantor afirmou ao Fantástico ter ficado próximo do filho no período em que Pedro permaneceu desacordado. “Eu falava muito com ele, conversava muito com ele. Falava: ‘Acorda, Pedro, você já dormiu muito. Acorda porque eu preciso dormir um pouco’ (risos). “Quando eu cantava, ele mexia, mexia forte.”

 

G1

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário