04/07/2016 - Bolsonaro propõe fim de políticas indigienistas

04/07/2016 - Bolsonaro propõe fim de políticas indigienistas

Em missão partidária por Mato Grosso, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC) lançou candidatos a prefeitos pela sigla. Coronel Taborelli se canditará à prefeitura de Várzea Grande e Sebastião Rezende à de Rondonópolis.

Jair Bolsonaro (PSC) é deputado federal e já candidato a corrida eleitoral para Presidência da República em 2018. Quando perguntado sobre sua relação com o Estado mato-grossense, diz que, se eleito, irá propor uma medida polêmica: o fim da questão indigienista.

"O índio não pode continuar sendo massa de manobra de interesses escusos dentro e fora do Brasil. Corremos o risco de ter a região mais rica do mundo, que é o Norte, se transformar em novos países. A ONU trabalha muito em cima disso", afirma o deputado, que não detalha como seria posta em prática essa 'erradicação' das políticas para a comunidade indígena brasileira.

Ainda afirma que é contra a luta de classes. "Um governo não pode estimular briga entre branco e negro, rico pobre. Somos todos iguais. Nosso país tem tudo para ser uma grande potência", complementa.

O futuro candidato a presidente ainda defende o porte de arma para todo cidadão, o fim da política de direitos humanos, maiores penas para crimes, o livre comércio com o mundo todo.

"Tudo como nos Estados Unidos. Eu sou um apaixonado pela legislação americana. Se a esquerda critica tanto as leis americanas, é porque lá está bem. Se a esquerda me bate tanto, é sinal que estou no caminho certo", dispara Bolsonaro. "A esquerda está 99% do tempo errada. Quando acertam, é burrice deles próprios", alfineta o parlamentar que é de extrema direita.

Em menos de um ano é a segunda vez que Bolsonaro veio a Mato Grosso. Em novembro do ano passado ambém esteve em Cuiabá para articulações políticas.

 

 

Patrícia Helena Dorileo, repórter do GD

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário