04/08/2011 - 09h:30 Foragido do Estado de Minas Gerais é preso em Rondonópolis

Policiais civis do Centro Integrado de Segurança e Cidadania (CISC) do município de Rondonópolis (212 km ao Sul) cumpriram na quarta-feira (03.08), um mandado de prisão preventiva expedida pela Justiça da Comarca de Campo Belo, Estado de Minas Gerais contra Julio César Delfino, 23, que foi localizado pelos investigadores no bairro Pedra 90.

 

Foragido desde março de 2011, o suspeito responde pelo crime de homicídio qualificado. Ele é acusado pelo desaparecimento e execução de um adolescente de 15 anos que foi encontrado enterrado em uma cova, localizado em uma fazenda na região de Campo Belo, em Minas Gerais. A vítima foi morta por disparos de arma de fogo. A motivação do crime está direcionada para um crime passional, em razão de a vítima ter relacionado com a ex-companheira do acusado. Na época três menores foram apreendidos, entre eles Alivelton de Paula, conhecido como “Pedreira”, de 22 anos.

 

Com uma extensa ficha criminal e envolvimento com drogas, Alivelton confessou e apontou Julio César como sendo o mandante do crime.

 

De acordo com o delegado de Rondonópolis que comandou a ação, Antonio Carlos de Araújo, Julio César é um traficante conhecido na cidade de Campo Belo pelo apelido de “Gu” e, já cumpriu pena por tráfico de drogas.

 

Com a localização e prisão, a Polícia Judiciária Civil do Estado de Mato Grosso comunicará a autoridade competente de Minas Gerais que fará o recambiamento do preso. 

 

Assessoria/PJC-MT

 

Comentários

Data: 11/12/2011

De: felipe

Assunto: julio cesar

eu acho quee o unico que pode juga e jesus cristo vugo Deus

Novo comentário

OS COMENTÁRIOS É DE TOTAL RESPONSABILIDADE DOS INTERNAUTAS QUE O INSERIR. O REPÓRTER DO ARAGUAIA ONLINE RESERVA-SE O DIREITO DE NÃO PUBLICAR MENSAGENS COM PALAVRAS DE BAIXO CALÃO, PUBLICIDADE, CALÚNIA, INJÚRIA, DIFAMAÇÃO OU QUALQUER CONDUTA QUE POSSA SER CONSIDERADA CRIMINOSA. OS COMENTÁRIOS QUE CONTER NOS ITENS CITADOS ACIMA SERÃO EXCLUÍDOS. TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO ARQUIVADOS ATRAVÉS DO IP E SERVIRÃO DE PROVAS CONTRA AQUELE QUE USAR ESTE MEIO DE COMUNICAÇÃO.