04/08/2015 - "Não me interessam as próximas eleições", diz Taques no Paiaguás

Apesar da proximidade com as eleições municipais de 2016, o governador Pedro Taques (PDT) minimizou, na tarde desta segunda-feira (3), a relevância do assunto para sua gestão. 

Na visão de Taques, se preocupar com futuras disputas eleitorais prejudica a gestão de qualquer chefe do Poder Executivo.

“Para a nossa administração, não interessa as próximas eleições. Quem governa pensando em eleição, terá um Governo fadado ao insucesso. Temos que governar pensando no cidadão”, disse durante solenidade no Palácio Paiaguás, em que entregou 36 viaturas para a Polícia Civil de 25 municípios.

Como exemplo, Taques afirmou que os maiores beneficiados com a entrega dos novos veículos foram municípios que não integraram o arco de aliança de sua campanha em 2014.

“Antes desta cerimônia, um companheiro da campanha me disse que temos eleições em 2016 e 2018, e estamos entregando viaturas para municípios com prefeitos que não nos apoiaram em 2014. Eu respondi que este Estado está nessas condições que encontramos em razão deste tipo de bandalheira, de picaretagem”, afirmou.

De acordo com o governador, sua gestão, que entra agora em seu oitavo mês, tem sido pautado pela “imparcialidade política”.

“Quando nós fizemos a distribuição das viaturas, não perguntei para o secretário de Segurança e sua equipe para qual município iriam e qual o partido do prefeito. Foi uma escolha feita em cima de um trabalho técnico. A Polícia Civil, Militar, Corpo de Bombeiro, são servidores públicos técnicos, que não desempenham atribuição político-partidária”, disse.

"Polícia aparelhada"

O governador ressaltou, ainda, que a Polícia precisa estar aparelhada tecnicamente, de modo a trabalhar em um ambiente laboral digno.

“Por isso, não me interessa o partido do prefeito. O que me interessa é que nesses municípios existe um mato-grossense de nascimento, ou de coração, que quer viver bem neste Estado. Não me interessam as próximas eleições. O que me interessa é que a próxima geração de mato-grossenses possa viver com dignidade”, afirmou.

“Os números não mentem e revelam que temos um caminho longo ainda a percorrer para que tenhamos um Estado que se possa viver com tranquilidade. Mas esses mesmos números já revelam que estamos no caminho certo, fazendo com inteligência e técnica”, completou.

Conjunto de ações

Segundo o secretário de Estado de Segurança Pública, Mauro Zaque, as novas viaturas fazem parte do programa de incremento da frota da Segurança, previstas no novo acordo de resultados da pasta.

“Essas viaturas são um meio importante de atuação da estrutura de Segurança. Não são suficientes, mas são importantíssimas. Viaturas, coletes, armamento, capacete, capacitação. Ou seja, várias ações que, dentro de um conjunto, irão impactar de maneira concreta e com resultados razoáveis para o setor”, disse o secretário.

Para Zaque, o aporte investido de R$ 15 milhões será um combustível para que se possa concretizar os projetos da pasta.

“A nossa previsão para o ano que vem é que esse número aumente. A população está crescendo, o Estado está crescendo e temos outras ameaças em termos de Segurança. Não se trata de gastos, mas, sim, de investimento, porque a vida e segurança do cidadão não pode ser medida em valor orçamentário”, afirmou.

 

 

Douglas Trielli 
Da Redação

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário