04/09/2014 - Servidor do Indea é afastado por agressão e suposto assédio sexual

O agente fiscal G.B. lotado no escritório do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea) de Querência (MT), foi afastado por suposta irregularidade na conduta funcional. O servidor está sendo acusado de assediar sexualmente uma colega de trabalho, além de tê-la agredido fisicamente na frente dos demais colegas.

 

A decisão que determina o afastamento do servidor, assinada pela presidente do Instituto, Maria Auxiliadora Muniz e pelo secretário-auditor Geral do Estado, José Alves Pereira Filho, foi publicada no Diário Oficial que circula nesta quarta (3).

 

Para apurar os fatos, foi instaurado um processo administrativo no qual três servidores forem designados para colaborarem com a apuração. O agente fiscal deverá ficar afastado da unidade por 60 dias, sob pena de responsabilidade do gestor da unidade.

 

 De acordo com trecho da publicação, o servidor se afastou, em tese, de seus deveres funcionais, infringindo o artigo 143, incisos I, II, III e XI, artigo 144, inciso XIX e artigo 159, inciso V, todos da Lei Complementar nº 04/1990.

 

 G.B. foi transferido para o escritório da Empresa Mato-Grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural do Estado de Mato Grosso (Empaer), no mesmo município.

 

 

Gabriele Schimanoski

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário