04/10/2014 - Taques visita 90 municípios, toma garapa e dança

Apontado pelos institutos de pesquisa como favorito para vencer em primeiro turno, o candidato a governador Pedro Taques (PDT), da coligação Coragem e Atitude pra Mudar, visitou cerca de 90 municípios durante a campanha. Além de Cuiabá e Várzea Grande, o pedetista realizou atos, mais de uma vez, em cidades-pólo como Rondonópolis, Sinop, Cáceres, Tangará da Serra, Sorriso, Barra do  Garças, Primavera do Leste, Juína e Água Boa. 

 

A campanha de Taques também foi marcada por reuniões com diversos segmentos com objetivo de  aprimorar o plano de governo. Ainda foram realizadas agendas estilo corpo-a-corpo, como caminhadas nas ruas, seja de Cuiabá ou no interior, para o candidato conversar diretamente com a população. 

 

Na reta final, as carreatas foram intensificadas. Nos últimos dias, Taques reforçou o discurso de oposição contra o governador Silval Barbosa (PMDB) e participou de reuniões e encontros com eleitores organizados pelos candidatos a deputados estaduais e federais da coligação.

 

Durante todo período, Taques reafirmou o desejo de fazer uma “campanha limpa”.  Entretanto, o candidato do PDT não deixou de trocar farpas com os adversários, especialmente com o petista Lúdio Cabral.

 

Três momentos ficaram marcados na campanha de Taques. No primeiro, Taques dançou rasqueado com a esposa Samira Martins em visita a zona rural de Poconé em 23 de junho; outro ocorreu em Barra do Garças, em 16 de agosto, quando o candidato caiu do carro de som durante carreata, machucou o supercílio e fez sutura. O último foi três dias depois, quando tomou garapa com o presidenciável Aécio Neves (PSDB).

 

O candidato a vice-governador, Carlos Fávaro (PP), também fez visitas aos municípios, em agenda descolada de Taques. O objetivo foi conquistar apoio nas comunidades rurais e no setor produtivo porque o progressista era presidente da Aprosoja e deixou o cargo para assumir a candidatura. 

 

 Já Samira contribuiu com a campanha representando o candidato em reuniões na Capital e em cidades chegando a mobilizar seis mil voluntários. Natural de Alto Araguaia, a advogada também fez um trabalho intenso naquela região. 

 

 

 

Jacques Gosch

Comentários

Data: 05/10/2014

De: José Resende

Assunto: O novo Governador

Dessa vez não tem para o PT, é taque na cabeça....Tô Tô Tô no 12.....

Novo comentário