04/11/2015 - Paulo Taques diz que estado deverá quitar débitos ainda este ano

O Estado fez o repasse de R$ 264,5 milhões, no entanto deveria ter sido de R$ 342,6 milhões. O restante da verba vem sendo cobrada pelos parlamentares, que apesar de colaborar com o estado, cobra uma posição da Casa Civil 

 

O secretário-chefe da Casa Civil, Paulo Taques, garantiu que os débitos do estado junto à Assembleia Legislativa de Mato Grosso (AL-MT), deverão ser quitados até dezembro desse ano. O atraso relacionado à transferência do duodécimo (repasse mensal constitucional), dos parlamentares chega a R$ 78 milhões.

 

O Estado fez o repasse de R$ 264,5 milhões, no entanto deveria ter sido de R$ 342,6 milhões. O restante da verba vem sendo cobrada pelos parlamentares, que apesar de colaborar com o estado, cobra uma posição da Casa Civil.

 

Taques afirmou ainda que o estado só não realizou a quitação do débito devido a outras prioridades do governo que tenta equilibrar a difícil situação financeira em que se encontra desde que foi assumido pelo governo de Pedro Taques (PSDB).

 

Para o secretário a casa de leis possui atualmente condições financeiras de se manter mesmo com o atraso dos repasses.

 

“Temos a consciência de que essa verba deve ser repassada o quanto antes, porém respeitando os limites orçamentários do Estado. Reuniremos-nos ainda essa semana com o parlamento para tratar dessa questão, na qual a Assembleia Legislativa vem sendo parceira”, disse Taques.

 

Do total da verba parlamentar R$ 20 milhões foram destinados, para a compra de ambulâncias para municípios do Estado. Os outros R$ 50 milhões fazem parte dos repasses prometidos para ainda este ano.

 

 

 

 

 

Letícia Kathucia / Especial para o 24 Horas News

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário