04/12/2015 - Riva deixa a cadeia e é internado às pressas em hospital de Cuiabá

O ex-deputado estadual José Geraldo Riva foi internado na tarde desta quinta-feira (3) em um hospital de Cuiabá depois sucessivas crises de labirintite que o acometiam desde a última terça-feira (1). O quadro foi agravado em decorrência de uma infecção viral respiratória, náuseas e, por último, vômitos.

No hospital ele é acompanhado pelos médicos Ricardo Almeida, Nadim Amui e Wagner Malheiros onde passa por uma bateria de exames e já recebe medicação. Todos os procedimentos desde a saída do Centro de Custódia da Capital são acompanhados por agentes penitenciários. Ainda não há previsão de alta.

 

O ex-deputado estadual José Riva foi preso na tarde de 13 de outubro, em Cuiabá, na segunda fase da Operação Metástase, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco) para apurar desvios de dinheiro dos cofres da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) por meio da extinta verba de suprimentos.

 

Esta é a terceira prisão do ex-deputado desde que deixou o cargo de deputado estadual, em fevereiro deste ano. A primeira vez aconteceu poucos dias após a perca do foro privilegiado, na "Operação Imperador". Neste caso, ele é acusado de comandar um esquema de desvio de dinheiro que teria alcançado a cifra de R$ 62 milhões.

 

Por virtudade da Operação Imperador, José Riva ficou preso durante 123 dias e foi solto após decisão - por dúvida - do Supremo Tribunal Federal (STF). Houve um empate em dois a dois na Suprema Corte e decidiu-se a favor do réu, conforme princípio do Direito.

 

Uma semana depois, Riva foi preso novamente, desta vez na "Operação Ventríloquo", na qual é acusado de comandar um esquema criminoso que teria desviado R$ 9 milhões da Assembleia Legislativa. Desta vez, ele ficou preso por 13 horas e foi solto, também por ordem do STF.

 

 

 

 

Por: Max Aguiar

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário