05/02/20114 - Projeto de Riva proíbe cobrança de pedágio na MT-251 e outras rodovias turísticas

O deputado José Riva (PSD) apresentou na sessão noturna desta terça-feira (04) um Projeto de Lei que proíbe a cobrança de pedágio nas rodovias denominadas "Estrada Parque" em Mato Grosso. O projeto acrescenta dispositivos à Lei nº 6.142, de 17 de dezembro de 1992, de autoria do ex-deputado Paulo Moura, que disciplinou a criação de estradas parque no estado. 

Segundo a proposta do deputado Riva, à legislação existente será acrescentado o Artigo 5º A, estabelecendo que "fica expressamente vedada a criação do sistema de pedágio ou qualquer tipo de cobrança pelo tráfego e uso das rodovias denominadas ‘Estradas Parque’, no Estado de Mato Grosso. Um parágrafo único determina que a vedação se estende também às denominadas "Rodovias Turísticas".

Ao apresentar o projeto, o deputado disse que a motivação surgiu em função do grande debate público que se estabeleceu durante o período de recesso parlamentar, diante da proposta governamental de implantar a cobrança de pedágio na rodovia Emanuel Pineiro, a MT-251, que liga Cuiabá a Chapada dos Guimarães. 

Ele ressaltou que Mato Grosso foi pioneiro no país na criação de estradas parques e rodovias turísticas, assegurando tratamento diferenciado e condições adequadas para a preservação e o uso ambientalmente sustentado destas vias de acesso.

"As estradas parque e as rodovias turísticas precisam deste tratamento diferenciado, considerando o interesse em promover o acesso aos pontos turísticos, além de preservar o direito das populações tradicionais que moram no entorno da rodovia, dela dependem para o seu sustento e não podem ser penalizadas com o pedágio", disse Riva.

Justificativa

Ao justificar a apresentação do projeto de lei, Riva ressaltou que há décadas vem defendendo o resgate do sistema de logística para assegurar o pleno suporte a produção, comercialização e transporte das riquezas produzidas no estado.

"Sempre fui a favor da concessão ou privatização de rodovias, modelo que garante boas condições de trafegabilidade adequadas para eliminar os gargalos do escoamento da produção mato-grossense. Mas no caso da MT-251 e de outras rodovias turísticas, o pedágio é indevido e além de afastar os turistas, penalizará duramente as comunidades tradicionais e milhares de estudantes que fazem o percurso Cuiabá-Chapada diariamente", disse o deputado.

O parlamentar convidou os colegas a analisar e aprovar o projeto que proíbe o pedágio ou qualquer tipo de cobrança pelo tráfego e uso de rodovias parque em MT, e considerou muito oportuna a sugestão do deputado Dilmar Dal Bosco (DEM) de realizar audiências públicas para discutir o assunto em Cuiabá, Chapada dos Guimarães e outros municípios que abrigam estradas parque ou rodovias turísticas.

 

EDUARDO RICCI-Assessoria de Gabinete

Comentários

Data: 05/02/2014

De: Juliano

Assunto: José Rezendes Boca de c´´´´ de galinha

Voltei!!. o boca mucha, corta ovo, responda desses 24 deputados quais os que vem com mais frequência na região do Araguaia, puxa saco só porque o seu deputado não faz nada, seja homem peita homem calça trouxa depois não quer que ninguém te xinga você procura, faz bem a Vanessa Deletar todos os seus comentários quando vc se dirige a ela, pois não vale a pena ficar trocando farpas com vc, ela é profissional e o site ela quem administra. Boca de c´´´´´´´de galinha...kkkkk Vai ve se to na esquina. e olha o Riva é o cara no Araguaia e vc o que é?, boca mucha.

Novo comentário