05/02/2014 - Dilma cita ferrovia que ligará Lucas do Rio Verde (MT) a Campinorte (GO) em mensagem de abertura do ano legislativo no Congresso

Na mensagem em que se dirigiu ao Congresso na abertura do ano legislativo, a presidente da República, Dilma Rousseff, avaliou que "o Brasil tem superado a crise financeira mundial sem sacrificar a população". Ela ressaltou que o país gerou 1,1 milhão de novos postos formais no ano passado, 200 mil a menos do que no ano anterior. O discurso foi lido no Plenário da Câmara pelo senador João Vicente Claudino (PTB-PI), quarto-secretário do Congresso.

A presidente avaliou como positivos os leilões de geração de energia e de rodovias e anunciou o primeiro leilão de concessões em ferrovias – que ligará Lucas do Rio Verde(MT) a Campinorte (GO). Também considerou atrativos os leilões de trechos rodoviários e de aeroportos. De acordo com ela, em 2014 o governo federal investirá na construção de 2,8 mil km de estradas, 20,5 km de transporte fluvial e 603 km de trilhos – incluindo os 275 km de trilhos em metrôs de nove cidades.


Desoneração
Em outro trecho do pronunciamento, a presidente falou sobre o equilíbrio federativo, dizendo que a União socorreu os municípios com auxílio adicional de R$ 3 bilhões, distribuídos de acordo com os critérios do Fundo de Participação dos Municípios.

Dilma também afirmou que a desoneração de empresas, que segundo afirmou chegou, em 2013, a 1% do PIB. A maior novidade em 2014 para micro e pequenas empresas será o um portal que deve oferecer um conjunto de serviços públicos para auxiliar 8,2 milhões de negócios. A abertura de uma nova empresa, prometeu Dilma Rousseff, levará apenas cinco dias.

Na área de agricultura, a presidente destacou o lançamento do plano de safra específico para o semiárido que deve alcançar 1.133 municípios. Cerca de 1,6 milhão de  agricultores terão R$ 7 bilhões para aplicar em sistemas produtivos próprios de locais com estiagem.

Dilma disse estar confiante de que o governo cumprirá sua meta de entregar 750 mil cisternas até 2014. Até dezembro de 2013, segundo ela, foram instaladas 481 mil.


Copa
Dilma  avaliou a importância turística dos dois eventos esportivos mundiais que o Brasil sediará em breve, a Copa do Mundo em junho e os Jogos Olímpicos de 2016. Anunciando auxílio financeiro a jovens talentos do esporte, a presidente disse que a meta do governo é que o Brasil esteja entre os dez maiores medalhistas das próximas olimpíadas. Nas paraolimpíadas o alvo é estar entre os cinco primeiros.


“O Plano Brasil Medalhas 2016 terá investimentos de R$ 1 bilhão e alcançará 21 modalidades olímpicas e 15 paraolímpicas de 2013 a 2016”, destacou a presidente.

Relações Exteriores
Sobre as relações internacionais, Dilma reiterou a participação do Brasil na busca por uma “governança internacional representativa e transparente, capaz de dar respostas coletivas e duradouras para os desafios do século 21”. Nesse quesito, Dilma analisou as metas do Brasil como membro do Mercosul e do bloco que integra Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul (Brics). Ela também lembrou a importância de o Brasil se colocar na vanguarda da luta pela proteção de comunicações eletrônicas e informações de interesse do Estado.

“Continuaremos nossos esforços junto à ONU para manter o direito à privacidade e à confidencialidade das informações na internet. O Brasil está comprometido com a manutenção da internet como um território livre e neutro, que sirva aos grandes propósitos da paz, da aproximação dos povos e da livre circulação de informações”, declarou.

 

Escrito por Cenário MT

Comentárioso

Data: 06/02/2014

De: janio pereira coelho

Assunto: fazenda suia misu mt

e nítido e notório que os produtores das terras suia misu esta sendo expulso de suas terras isustamente; por usarem de muita falcatrua pelo órgão mais coru peto do governo que e funai; espero que resolva esta situação.quando o governo de mato grosso fazer o que o governo de minas gerais fez .vem vem com força nacional que o estado vai com força estadual.e visto que ha funai fossou laudos laudos antropológicos frauduloso fotos e deslocamento da área muitas outras coisas tudo para esganar os tribunais .e ora de enxergar são 7.0000.00 sete mil produtores desalojados

Novo comentário