05/02/2015 - Em ano ruim Canarana cria mais de 200 empregos diretos e fica em primeiro na região

CANARANA - Canarana termina o ano de 2014 como o Município do Médio Araguaia que mais criou vagas de emprego, conforme dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Foram ciados no ano passado 215 vagas de trabalho com carteira assinada no Município, com 2.580 contratações e 2.365 demissões. Esse resultado elevou o número de empregos diretos em Canarana para 3.427. Aqui existem 1.182 estabelecimentos.

O resultado em Canarana só não foi melhor por conta do resultado de Dezembro, quando o saldo ficou negativo em 28, com 122 contratações e 150 demissões. Porém, o último mês do ano foi negativo em praticamente todos os municípios e estados.

É o que se verificou, por exemplo, em Água Boa. Em Dezembro passado foram fechadas 162 vagas de trabalho com carteira assinada no município vizinho, com 142 contratações e 304 demissões, deixando o saldo do ano positivo em apenas 67, com uma movimentação de 3.191 admissões e 3.124 desligamentos. Água Boa tem 4.067 empregos formais e 1.296 estabelecimentos.

Do outro lado de Canarana, Querência teve um cenário pior do que Água Boa no mês 12. Foram fechados 260 empregos diretos em Dezembro, com 132 contratações e 392 demissões. Assim, o saldo, que era o maior da região, caiu para segundo, com abertura de 85 novas vagas em 2014, com 3.169 admissões e 3.084 desligamentos. Querência tem 3.197 empregos formais e 848 estabelecimentos.

Os números dos três principais municípios do Médio Araguaia, demonstram que existe uma movimentação maior (contratações e demissões) em Água Boa e Querência. Canarana demonstra ter um cenário mais consolidado no que se refere a permanência dos trabalhadores em seus empregos, além de uma maior criação de novas vagas do que os municípios vizinhos.

Em Mato Grosso o ano de 2014 foi péssimo, com o fechamento de 4.507 vagas diretas de emprego. Este saldo ficou negativo porque em Dezembro foram fechados 18.839 postos de trabalho no Estado.

 

RESULTADO ABAIXO DO ESPERADO NO BRASIL

O Brasil registrou a criação de 396.993 vagas de trabalho com carteira assinada em 2014. Esse dado considera o valor com ajuste até Novembro, ou seja, os dados entregues pelas empresas fora do prazo até o penúltimo mês do ano. Sem os ajustes, o total de vagas criadas cai para 152.714. O resultado ficou bem abaixo da meta do governo, de 1 milhão de novas vagas, e é o mais baixo desde 2002.

"O resultado teve a influência de um ano atípico... Alguns seguraram investimentos para esperar o resultado eleitoral", disse o ministro do Trabalho, Manoel Dias. Somente em Dezembro, foram fechadas 555.508 vagas de emprego com carteira assinada no Brasil todo. Os setores com pior desempenho foram a indústria, com 171 mil postos a menos, a construção civil, com 132 mil postos a menos, e os serviços, com 148 mil postos a menos.

 

DESEMPREGO AINDA É BAIXO

Mesmo com a criação de novas vagas desacelerando, o desemprego registrado no Brasil é baixo. O desemprego em Novembro era de 4,8%, segundo o IBGE. Os dados são da última PME (Pesquisa Mensal de Emprego), divulgados em Dezembro. A PME é baseada nos dados das regiões metropolitanas de Recife (PE), Belo Horizonte (MG), São Paulo (SP), Salvador (BA), Rio de Janeiro (RJ) e Porto Alegre (RS).

 

 

  

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário