05/02/2016 - Donos de casas de luxo e até mortos são beneficiados por Bolsa Família

Proprietários de casas de luxo e até pessoas que já morreram vinham recebendo o benefício do programa federal Bolsa Família, voltado unicamente para aqueles de baixa renda, revelou a prefeitura de Cuiabá.

No total, o governo municipal da capital matogrossense bloqueou o benefício de 4.212 famílias, após a realização de visitas para confirmar dados cadastrados no programa, inicialmente feito pelos interessados no benefício por meio de auto-declaração.

Segundo o secretário municipal de Assistência Social e Desenvolvimento Humano do município, José Rodrigues Rocha Júnior, hoje as inscrições são feitas pelas próprias famílias junto à prefeitura, cabendo ao governo federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento e Combate à Fome, conceder o benefício após o cruzamento de dados para confirmar as informações.

"Ainda assim, algumas pessoas se utilizam da fragilidade do sistema para tentar auferir vantagens indevidas. Estamos tomando providências, iniciando pelo bloqueio”, explicou.

"Encontramos várias famílias com renda superior ao que estabelece o programa, temos famílias que mudaram endereço e não atualizaram informações, situações de óbito, em que o responsável familiar faleceu e a família não comunicou [continuando a receber o benefício]"

O número de casos irregulares ainda deve crescer. Isso porque o número de famílias visitadas representa apenas 34% dos beneficiados pelo programa na cidade – um total de 23 mil pessoas em Cuiabá –, cujo valor médio repassado é de R$ 122,67.

Os envolvidos nas irregularidades terão seus nomes encaminhados à Polícia Federal e devem responder criminalmente por fraude. Segundo a prefeitura, 2.545 famílias que aguardavam o benefício foram inclusas no programa após a descoberta das irregularidades. 

 

 

 

Do IG

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário