05/03/2011 08h:51 OAB de Juína cobra agilidade da Justiça em relação a pancadaria na Câmara de Colniza

A subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Juina, a cerca de 700 km de Cuiabá (MT), emitiu nota de repúdio à pancadaria ocorrida na Câmara Municipal de Colniza.
Osvaldo Lopes de Souza, presidente da subseção, argumenta na nota que a OAB, por atuar na defesa da Constituição Brasileira, dos direitos humanos e da justiça social, tem o dever de se manifestar publicamente contra a agressão ocorrida dentro de uma casa de leis.
No manifesto, a OAB de Juina ainda pede que a Justiça aja rapidamente e de forma satisfatório em relação ao que a entidade classifica de “repudiante e desmoralizante episódio”.
O fato ocorreu no dia 24 de fevereiro durante sessão extraordinária na Câmara Municipal de Colniza (1.006 km de Cuiabá) quando o vereador Elpidio da Silva Meira (PR) agrediu seu colega José Anchieta Vieira, do mesmo partido. Um corte no rosto de José deixou-o ensanguentado.
 
O motivo da briga foi a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar Elpidio por quebra de decoro parlamentar. Anchieta denunciou o colega por agressão moral a Leonice Cordeiro Almeida, coordenadora do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) do governo federal.
 
A CPI teve o voto favorável de sete vereadores, ou seja, maioria absoluta, abstendo de votar apenas Elpidio e Anchieta, envolvidos diretamente no caso. (com Top News)