05/03/2012 - Bandidos fazem família de delegado de Polícia refém durante assalto

 

A família do delegado aposentado da Polícia Civil,  Dalton Lellis Rafa, 64 anos, acabou refém de bandidos. Eles entraram na casa do policial aposentado, localizada no bairro Jardim Paula I, em Varzea Grande, região metropolitana de Cuiabá.  Os suspeitos haviam subtraído vários pertences da família, dentre eles o veículo Chevrolet Tracker prata, placa NJH9665, armas de uso do proprietário e também vários materiais eletroeletrônicos.

Uma  guarnição da Força Tática abordou dois suspeitos em uma motocicleta Yamaha Factor vermelha, placa  NPL8624. O menor ainda tentou reagir, com as mãos na cintura e imediatamente foi imobilizado, sendo dele um revolver calibre 38 com 5 munições intactas. O suspeito, D.W.S.F., de 17 anos, portava uma mochila com vários objetos eletrônicos e munições calibre 12, 380, 22 e 36 e outros que pertenciam a vitima.

O suspeito relatou que roubou o material da casa de um delegado de Policia e que iria ao encontro de outros comparsas identificados como Paulo Vitor e outro apenas pela alcunha de Duduzinho, que estariam com as armas roubadas do delegado. Estes suspeitos ainda se encontram foragidos e com as armas ainda não encontradas pelas equipes policiais.

A guarnição da Força Tática fez o cerco ao local marcado pelos suspeitos, um posto de combustíveis próximo ao bairro Jardim Imperial. Eles, porém, conseguiram escapar. O menor relatou ainda o local onde estariam os pertences roubados, um deles a casa da sua mãe e outro local no mesmo Jardim Paula, local do fato ocorrido, onde estava o veiculo roubado e 3 aparelhos de TV  LCD.

O mototaxista que transportava o suspeito menor foi identificado como Tarcilo Paulo Gomes, de 34 anos. Eles foram conduzidos e encaminhados a Central de Flagrantes de Várzea Grande para as providencias e foram “enquadrados” em flagrante.

Os suspeitos podem pegar a pena de 04 a 10 anos de reclusão e multa a ser estipulada por autoridades responsável. No caso do menor infrator o mesmo pode cumprir pena sócio-educativa até os 21 anos.

 

Redação 24 Horas News

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário