05/03/2012 - PF vai ouvir servidor da Funai que ficou 4 dias refém de índios em MT

 

Índios fizeram servidor como refém para reivindicar melhorias para região.
Após o episódio, o servidor da Funai já pediu transferência para Brasília.
 
A Polícia Federal deve ouvir ainda nesta semana o servidor Manoel Aparecido de Mello Nunes, de 42 anos, da Fundação Nacional do Índio (Funai), que teria sido agredido por índios da etnia Caiapó, na aldeia Kapot-nhinore, região de Colíder, a 648 km de Cuiabá.
 
O servidor deve contar como foram os quatro dias de cárcere, no inquérito conduzido pelo delegado Rodrigo Bartolomei. Mello Nunes relatou ao G1 que foi mantido refém por índios que reivindicam ações do governo para melhorias na região.
Ele afirmou que sofreu tortura e que passou fome durante o cárcere na aldeia. Além disso, chegou a ficar despido e sofrendo picadas de insetos.“Fiquei todos esses dias sem comer, só bebia água da chuva. Durante o dia eles me deixavam amarrado pelas mãos ao lado do rádio, e à noite eu dormia em uma oca”, descreveu.
 
Mello Nunes foi feito refém no último dia 13 de fevereiro quando foi acionado para vistoriar um caminhão que, na visão dos índios, foi explodido por ação criminosa. Dos três funcionários da Funai de Colíder que chegaram à aldeia de avião, após mais de duas horas de voo, apenas Manoel Nunes ficou refém por ser o único não-índio. Após este episódio de violência, o servidor da Funai já pediu transferência para Brasília. O direção da Funai em Colíder disse que a resposta sai em 30 dias.
 
Reivindicações
Os indígenas disseram que o sequestro foi necessário para reivindicar a retirada de pousadas construídas ao longo do Rio Xingu, a demarcação oficial da aldeia e a abertura de uma investigação para saber se a caminhonete da aldeia foi explodida por retaliação de fazendeiros da região. Segundo os índios, a prática da pesca predatória e também esportiva tornou-se frequente nas terras indígenas.
 
Ericksen Vital/ Do G1 MT

Comentários

Data: 06/03/2012

De: FABRÍCIA BATISTA DA SILVA NUNES

Assunto: RETIFICAÇÃO

Gente,

O servidor pediu remoção para CUIABÁ, não Brasília.
E quem tem que responder acerca do prazo da resposta do pedido do servidor é a FUNAI/SEDE, localizada em Brasília, não a Coordenação Regional da FUNAI em Colíder-MT.
Nem nós sabemos do prazo, quiçá a nossa Coordenação.

Att.,

Novo comentário