05/03/2016 - Megaoperação Polícia Civil na Carga Máxima prende 260 pessoas em MT

05/03/2016 - Megaoperação Polícia Civil na Carga Máxima prende 260 pessoas em MT

O balanço parcial da megaofensiva da Polícia Judiciária Civil, Carga Máxima, apresenta resultados expressivos em todo o Estado de Mato Grosso. A operação inserida na estratégia da Secretaria de Estado de Segurança de combate à criminalidade contabilizou  260 pessoas presas, cumprimento de 262 ordens judiciais,  apreensão de 3.264 munições, 71 armas de fogo, 78 veículos, 53 quilos de drogas, R$ 27 mil em espécie, animais silvestres, entre outros.

No interior do Estado foram presas 207 pessoas e na região metropolitana 46. As prisões são de foragidos da justiça de crimes violentos como homicídio, latrocínios, roubos, entre eles acusados de integrar quadrilha de roubos a bancos e caixas eletrônicos; estupros e estupros de vulneráveis, além de flagrantes por tráfico de drogas, crimes ambientais, crimes contra a economia popular, cumprimento de mandados de apreensão e internação de 14 menores infratores considerados de alta periculosidade.

Os números da operação iniciada na manhã desta sexta-feira (04.03) foram apresentados pelo secretário de Estado de Segurança Pública, Fábio Galindo Silvestre e pelo delegado geral da Polícia Judiciária Civil, Adriano Peralta Moraes, acompanhado dos demais diretores da PJC, na sede da Sesp, nesta tarde.

O secretário destacou o saldo positivo da ação alcançado até o momento. “Os resultados são positivos e expressivos, que repercutem diretamente na vida do cidadão mato-grossense. Essa operação contou com 3.300 policiais civis nas ruas. Os dados parciais apontam para cumprimento de quase 300 mandados de busca e apreensão cumpridos nas residências de criminosos, nas bocas de fumo e desmanches, fazendo uma inquietação da criminalidade. A  polícia está trabalhando duro, focada em segurança pública. Nossa premissa número um é proporcionar mais policiais nas ruas para o combate a criminalidade e levar segurança para a sociedade", afirmou Galindo.

O delegado geral da PJC, Adriano Peralta Moraes, disse que ações semelhantes serão novamente realizadas para garantir tranquilidade de toda à população. “Esvaziamos todas as unidades, hoje não está tendo expediente administrativo em nenhuma unidade. Colocamos todo o efetivo na rua para efetuar essas prisões e apreensões. O trabalho continua com barreiras aqui na região. O serviço não acaba. É a  Polícia Civil na operação Carga Máxima”, pontuou.

Violência contra menores

Em Cuiabá, dois homens suspeitos, um por tentativa de estupro de uma adolescente de 17 anos, e outro por abusar de três crianças com idades entre 6 a 10 anos,  foram presos  em ação da Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica).

O suspeito R.S.J., 32 anos, foi preso no bairro Jardim Novo Horizonte, em Várzea Grande, em cumprimento de mandado de prisão temporária (30 dias), de tentativa de estupro de um adolescente de 17 anos. O segundo preso, G.R.I.A.B, 21 anos, é sonoplasta da Igreja Assembleia de Deus, do bairro Pedra 90, e foi preso quando se dirigia ao trabalho, no bairro Carumbé, em Cuiabá. O suspeito trabalha em um supermercado como repositor e atuava como sonoplasta durante os cultos na igreja, local que teria abusado de três meninos com  idade de 6,7 e 10 anos.

Menores Infratores

Contra menores infratores foram cumpridos 33 mandados de busca e internação de adolescentes envolvidos em atos infracionais considerados de alta periculosidade e maior potencial ofensivo, como roubo, estupro e homicídio. Quatorze menores foram conduzidos à Delegacia do Adolescente e serão apresentados a Promotoria e ao Juizado da Infância e Juventude.

Consumidor

A Delegacia do Consumidor apreendeu 103 botijões de gás irregular durante fiscalização em dez estabelecimentos em Cuiabá, localizados nos bairros Bela Vista, Carumbé e Pedra 90. Os donos poderão responder por crime contra a ordem pública, com pena de 1 a 5 anos.

Roubos e Furtos de Veículos

Também na região metropolitana, a Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores (Derrfva) fiscalizou 18  estabelecimentos comerciais (oficinas, ferros-velhos e lojas de autopeças) apontados como pontos para o  desmanche de veículos.

Quinze pessoas, sendo doze com mandados de prisão e três em flagrante, foram presas por crimes de roubos, furtos de veículos, adulteração de sinal identificador veicular, receptação, uso de documentos falsos, sendo uma por latrocínio, foram presas na ação da Derrfva, que culminou na apreensão de quatro veículos apreendidos e checagem de 53 veículos nos pontos vistoriados.

Entre os presos está o flanelinha Raphael Sanches Lima, 19, conhecido por “Bambino”, acusado de integrar o grupo que matou o advogado José Vieira da Silva Filho, no dia 5 dezembro de 2015. O corpo dele foi encontrado embaixo da ponte  do Rio Coxipó, em Cuiabá. Outros três homens estão presos pelo crime de latrocínio e com a prisão do quarto envolvido a Delegacia encerra as investigações com todos os autores identificados e presos.

Meio Ambiente

A fiscalização de crimes contra o meio ambiente, da Delegacia Especializada do Meio Ambiente (DEMA), resultou em apreensões expressivas dentro da megaoperação Civil na Carga Máxima. Foram 148 veículos abordados, 5 prisões, 145 metros cúbicos de madeiras e 5 carretas carregadas. Segundo o delegado titular Gianmarco Paccola Capoani, a carga apreendida está avaliada entre R$ 200 a 250 mil.

As abordagens aconteceram no Posto Luiz Flavio Gomes, no Trevo do Lagarto, em toda a Rodovia dos Imigrantes, alcançando a marca superior a 20 postos de gasolina e entornos fiscalizados. Dos veículos abordados, 30 deles estavam com carregamento de madeira, sendo cinco em situação ilegal. Todos os conduzidos irão responder por transporte irregular de madeira.

A ação coordenada pela Dema contou com apoio de três fiscais do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea) e dois fiscais da Secretaria de Meio Ambiente (SEMA).

 
  • Megaoperação Polícia Civil na Carga Máxima prende 260 pessoas em MT
  • Megaoperação Polícia Civil na Carga Máxima prende 260 pessoas em MT
  • Megaoperação Polícia Civil na Carga Máxima prende 260 pessoas em MT
  • Megaoperação Polícia Civil na Carga Máxima prende 260 pessoas em MT
  • Megaoperação Polícia Civil na Carga Máxima prende 260 pessoas em MT
  • Megaoperação Polícia Civil na Carga Máxima prende 260 pessoas em MT
  • Megaoperação Polícia Civil na Carga Máxima prende 260 pessoas em MT
  • Megaoperação Polícia Civil na Carga Máxima prende 260 pessoas em MT
  • Megaoperação Polícia Civil na Carga Máxima prende 260 pessoas em MT
  • Megaoperação Polícia Civil na Carga Máxima prende 260 pessoas em MT
  • Megaoperação Polícia Civil na Carga Máxima prende 260 pessoas em MT
  • Megaoperação Polícia Civil na Carga Máxima prende 260 pessoas em MT
  • Megaoperação Polícia Civil na Carga Máxima prende 260 pessoas em MT
  • Megaoperação Polícia Civil na Carga Máxima prende 260 pessoas em MT
Luciene Oliveira | PJC-MT

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário