05/04/2012 - Polícia detém mulher e homem suspeitos de aplicar golpes em famílias e usar nome de deputado estadual

A Polícia Civil deteve, entre o final da tarde e do começo da noite de hoje (04), um homem e uma mulher, cujos primeiros nomes são Andréia e Marco, sob suspeita de estelionato e de usar o nome de um deputado estadual para supostamente enganar famílias em transações de casas populares. 

Neste momento, por volta das 21h30, de acordo com fontes, a polícia colhe depoimentos de pessoas supostamente lesadas pela atuação de Andréia, que seria moradora do bairro Jardim Nova Canaã. 

Ela foi detida e vai prestar depoimento, porque a reunião para lesar os compradores estaria ocorrendo em sua residência ou, conforme as mesmas fontes, num local escolhido pela dupla. 

Já o homem também foi detido para checagem das denúncias recebidas pelos policiais. Ele estaria conduzindo um veículo com uma quantia significativa de dinheiro.

Segundo fontes policiais, Andréia estaria usando o nome do deputado estadual Sérgio Ricardo (PR) nas reuniões em que populares eram enganados e induzidos a adquirir moradias de programas habitacionais. 

Para o Olhar Direto, o parlamentar disse que considera como "absurda" a situação e já entrou com contato telefônico, no meio da noite, com  o secretário de Segurança, Diógenes Curado, pedindo "rigor máximo" na apuração das denúncias.

Sem esconder sua preocupação, Sérgio Ricardo determinou ainda que sua assessoria jurídica acompanhesse o caso "de perto". Neste momento, dois assessores do deputado republicano acabam de chegar no Cisc Planalto para acompanhar os depoimentos.

O Olhar apurou que, em princípio, a mulher estaria cobrando uma quantia em dinheiro para liberar residências populares dos programas habitacionais como o Minha Casa Minha Vida.

 

Da Redação - Marcos Coutinho

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário