05/05/2011 - 10h:45 Lideranças se reúnem e iniciam coleta de assinatura para fundar PSD

 Para Riva, é uma oportunidade de reunir lideranças e companheiros em um mesmo partido, que sejam amigos e, acima de tudo, solidários entre si

Aproximadamente 50 prefeitos e lideranças de todas as regiões estiveram reunidos com o deputado estadual José Riva, presidente da Assembleia Legislativa, na noite desta quarta-feira (04.05), no auditório da Associação Mato-Grossense dos Municípios (AMM). Esta foi a primeira reunião para iniciar a coleta de assinatura em Mato Grosso em apoio a fundação do Partido Social Democrático (PSD).

Para Riva, é uma oportunidade de reunir lideranças e companheiros em um mesmo partido. “O objetivo é termos uma sigla de amigos, que sejam solidários entre si. Em que prefeitos sejam preocupados com a atuação do parlamentar municipalista e, juntos, trabalhem em busca do desenvolvimento e melhoria da qualidade de vida das pessoas. E, para isso, é preciso priorizar o diálogo. Tenho convicção que é possível formar uma grande agremiação”, anunciou Riva.

Na ocasião, o deputado reafirmou que não há motivos e nem desentendimento para deixar o Partido Progressista. “Pelo PP tive o privilégio de ser eleito deputado estadual em duas oportunidades, sendo o mais votado do estado. Só tenho a agradecer o partido”. Segundo ele, a meta agora não é criar um grande partido, mas sim uma legenda forte. “Acredito que só saberemos da força política do PSD depois que passarmos por duas eleições. Vamos trabalhar para que os municípios se fortaleçam, tenham infraestrutura, saúde de qualidade e recursos para a área de educação”, declarou.

O vice-governador Chico Daltro informou que a partir de agora as lideranças têm até o dia 30 de junho para coletar assinaturas em todo o país. São necessárias 500 mil assinaturas para a fundação do PSD. “No dia 1 º de julho apresentaremos as listas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Todos que assinarem em apoio da fundação e depois se filiarem a sigla serão considerados fundadores”.

Conforme ele, sendo criado o partido, inicia-se o processo de filiação, principalmente, daqueles que pretendem disputar algum cargo político nas próximas eleições. “Mesmo aqueles que não assinarem a lista agora podem se filiar na sequencia”.

Muitas lideranças são aguardadas na nova sigla. Entre elas, o deputado estadual Dilmar Dal Bosco (DEM) que estuda a possibilidade de migrar para o PSD. Durante a reunião, o parlamentar fez questão de ressaltar a liderança do deputado José Riva. O prefeito de Acorizal, Meraldo Sá, atual presidente da AMM, também destacou o trabalho do parlamentar. “Desde que Riva se tornou deputado, há cinco mandatos, os municípios são melhores assistidos”.

Nomes como os deputados federais Neri Geller e Roberto Dorner também devem mudar de legenda partidária. O deputado federal Eliene Lima, hoje, secretário de Estado de Ciência e Tecnologia, disse que a expectativa é que seis a sete vereadores por Cuiabá devem migrar para o PSD. São esperados ainda 30% dos prefeitos, e 25% dos vereadores do estado. “Teremos ainda de dois a três federais”, anunciou. Já o deputado Airton Português, também progressista, disse que uma das bandeiras será a luta pelo social.

“A nossa meta neste momento é tentar colher entre 20 a 50 mil assinaturas para fundar o PSD”. Ainda estiveram presentes os deputados estaduais Luizinho Magalhães, Walter Rabello e o presidente da União das Câmaras Municipais de Mato Grosso (Ucmmat)

SANDRA COSTA
Assessoria da Presidência

Mais Informações:
Assessoria de Imprensa da Presidência
Fones: 3313-6568/9207-4500/9952-1211