06/07/2015 - Cerca de 100 indígenas Kanela do Araguia retomam área tradicional no Mato Grosso

Um grupo de 100 indígenas do povo Kanela do Araguaia retomou, no final do mês de junho, uma área que compõe o território tradicional localizado no município de Luciara, Mato Grosso. A ocupação se deu no local onde ficava a pousada Recanto do Lago Bonito, instalada numa fazenda de mesmo nome. A ocupação está dentro do perímetro da terra indígena reivindicada e já patrimônio da União, compondo a Gleba São Pedro.

A ação dos Kanela ocorreu de forma pacífica e devido aos interesses econômicos na região, envolvendo outras quatro fazendas ao redor da retomada, os indígenas temem por represálias. Lideranças acreditam numa possível articulação de fazendeiros para ataques contra o acampamento da ocupação.

“Estão negociando pontos de pesca e identificamos desmatamento provocado por atividade madeireira. Ao redor existem outras quatro fazendas, o que nos faz pensar que podem se unir para tentar expulsar nosso povo”, declara liderança Kanela que não identificamos por motivo de segurança. A retomada fica abaixo do rio Tapirapé, perto da BR 158.

Um fato importante é que a fazenda Lago Bonito tem duas escrituras, em dois cartórios diferentes: um em Barra do Garça e outro em São Félix do Araguaia. Acontece que a área é da união e está dentro da gleba São Pedro. De acordo com os indígenas, a pousada que se encontra dentro da fazenda é do ex-deputado estadual Humberto Bosaipo, acusado pela Justiça de desviar mais de R$ 2 milhões da Assembleia Legislativa do estado.

Um autodeclarado responsável pela fazenda, chamado de Rosalino, tentou jogar a Polícia Civil do município de Luciara para cima dos Kanela. Todavia, conforme informações das lideranças, o delegado afirmou não ter notícias de atos violentos por parte dos indígenas e que, portanto, o caso era de responsabilidade Federal. Não satisfeito, Rosalino teria ido ao município de Confresa denunciar que tinha sido ameaçado pelos indígenas, pedindo intervenção policial.

Os indígenas já reportaram a situação e os objetivos da retomada ao Ministério Público Federal (MPF) e à Fundação Nacional do Índio (Funai).

 

 

Assessoria de imprensa / CIMI

Comentários

Data: 07/07/2015

De: Mary

Assunto: kanela

Tbem quero ver as fotos desses índios que "retomaram" as terras pq os que dizem ser descendentes dos Kanela continuam servidores do Estado de MT, outros da Câmara Municipal e muitos na Prefeirura de Luciara, sendo que o líder deles João Santos além de ser efetivo ocupa cargo de Chefe de Gabinete nesta Prefeitura e está ativo.
Como poderiam estar em aldeia?
Estranha essa notícia.

Data: 07/07/2015

De: Muleque

Assunto: Re:kanela

Índio prestando serviço tem índio, na funasa à anda na fundi anza, sesai, tudo tendo impresso fiquiso e efetivo, agora na prefeitura e ainda querendo ter terra tá ficando muito mole estes luciara ses ,

Data: 06/07/2015

De: Eliotero

Assunto: Kanela

E tem mais: onde é a aldeia dos Kanelas? e por gentileza tira foto desses índios pra gente ver,viu Vanessa a foto deles tá.

Data: 06/07/2015

De: Rogério

Assunto: Retórica maldita

Quando vejo esse tipo de texto me vem à cabeça dois pensamentos distintos: um é que o leitor informado chega a dar ânsia de vômito por tantas falácias nele inserido, e dois, é a preocupação com o leitor desinformado que acredita nessas reportagens.
Nós da região sabemos que os ditos povos indígenas kanela nunca ocuparam nenhuma área em nossa região, portanto, não poderiam retornar. A Fazenda Lago Bonito é um dos retiros de gado mais antigos de nossa região, desde muito antes dos ditos indígenas kanelas chegarem para o Mato Grosso, sabe-se lá de onde.
Segundo, a terra não é da União e sim do Estado e de particulares que por ele foram titulados. A União, por meio da SPU, e por pressão do MPF, CIMI e ICMBio quer furtar área que não lhe pertence. As ditas áreas de várzeas, ou varjões não fazem parte do rol de terras da União elencados no artigo 20 da Constituição Federal, temos que se trata de um subterfúgio criado pela malfadada portaria 89/2010/SPU, para como já disse, tomar áreas de particulares e do Estado, com o intuíto de criar reservas.
Referida fazenda também não pertence mais ao ex-deputado Humberto Bozaipo há mais de oito anos, e se fosse dele não mudaria em nada a situação.
É fato que os "ditos kanelas" tem trazido a insegurança jurídica no campo, más também é fato de que não há nenhuma área definida ou demarcada para tal povo.
É necessário dar um basta nos desmandos da FUNAI, CIMI, ICMBIO E MPF, que querem tornar o Araguaia um cinturão de preservação, levando seu povo ordeiro e trabalhador a miséria total.

Data: 06/07/2015

De: Eliotero

Assunto: Re:Retórica maldita



Parabéns Sr. Por suas palavras sabias e verdadeiras

Novo comentário