05/07/2016 - Depois de ser abandonada e superar o câncer, cuiabana incentiva outras mulheres a enfrentar a doença

05/07/2016 - Depois de ser abandonada e superar o câncer, cuiabana incentiva outras mulheres a enfrentar a doença

Um ano depois de ter feito a mastectomia, cirurgia de remoção da mama em decorrência do câncer, Leidiane Pereira não tem medo nem vergonha de seu corpo. Há cerca de quinze dias, postou em suas redes sociais uma foto sem blusa. Na legenda, levava uma mensagem de superação e esperança às diversas mulheres que passam pela mesma situação que ela passou, e que chegaram até sua página depois que sua história foi divulgada.

Leidiane tem 23 anos, e no início de 2015 descobriu que estava com câncer de mama, pouco tempo depois de engravidar. A quimioterapia não influenciou na gravidez, e ela teve seu filho, mas teve que retirar a mama. Dois dias depois que passou pela cirurgia, seu marido na época foi embora, dizendo que não ficaria mais com ela porque não era uma mulher completa. “Isso me deu mais forças para continuar. Pensei comigo, ele vai ver que não é por isso que eu não vou achar alguém que me ame”, confessou ao Olhar Conceito.

Hoje, a cuiabana namora um rapaz que conheceu enquanto passava por dificuldades, e usa sua experiência para ajudar outras pessoas. No último dia 15 de junho, sua amiga e fotógrafa Mirian Rosa convidou-a para fazer um ensaio profissional e, assim, mostrar sua beleza. “Me senti muito à vontade nas fotos. Eu me acho bonita, e me achei mais bonita ainda depois dessas fotos. As pessoas me perguntam ‘ah, como você teve coragem de fazer isso?’. Mas eu fiz porque não tenho mais vergonha. E a repercussão me dá mais força ainda”, afirma.

 

Mirian fotografa Leidiane desde quando ela estava grávida, e hoje é sua ‘fotógrafa oficial’. No último ensaio, feito no Parque Mãe Bonifácia, ela também se emocionou: “Não é por causa da doença, todo mundo tem algo que não gosta em si mesmo, e as fotos ajudam a elas se acharem mais mulher, a aumentar a auto-estima”, afirma. No início de sua carreira, ela também fotografou uma gestante que tinha perdido as duas pernas em um acidente.

Depois da divulgação das fotos, ainda mais mulheres vieram conversar com Lidiane. “Muitas me adicionam no Facebook, vem me falar que vão fazer a cirurgia e não sabem como será depois”, conta. Assim, ela vai tentando passar um pouco de sua superação para as outras: “Porque a minha história ficou conhecida depois que foi pra internet, mas muitas mulheres passam por isso e ninguém fica sabendo, né?’.

A cuiabana ficou conhecida pela imprensa depois que uma senhora contou sua história e pediu doações. Na época, ela foi entrevistada por quase todos os portais e recebeu todo tipo de doação. “Eu tinha medo que meu filho nascesse e não tivesse nada, porque quando estava grávida não tinha mesmo”, conta. “Mas recebi doação de tudo, vieram coisas até do exterior. Hoje tenho amigos em todos os estados do Brasil”.

Foi numa dessas doações que ela conheceu o namorado. Ele foi até sua casa e, desde o primeiro dia, não parou de ajudar. “Ele me ligava, perguntava se eu estava bem, e me dizia que era meu anjo da guarda. Mas só me pediu em namoro depois que meu filho nasceu. Eu não acreditei, perguntei se ele queria mesmo uma mulher como eu. E ele me disse que não se importava com estética, que eu era linda por dentro, que me queria como eu era. Aí o coração não agüentou”.

Na época, a cuiabana ainda estava se acostumando com a ideia, já que depois de ser abandonada sua auto-estima ficou muito baixa. “Mas aí começou a aparecer pretendente de tudo quanto é lado, sempre tinha buquê de flores aqui na porta de casa, declarações, mensagens pelo face”, conta. Hoje, Leidiane não pensa em fazer a reconstrução do seio, e seu namorado a apoia e diz que ela só deve fazer se quiser. “Eu sempre digo que tudo que  Deus faz é perfeito. Ele me libertou do meu ex-marido. Às vezes, se eu estivesse com ele, estaria deprimida, ele ficaria falando, reclamando disso. Deus me deu uma pessoa que me ama do jeito que sou”.


Apesar de estar muito melhor em relação à doença, Leidiane passou na última semana por uma cirurgia de retirada dos ovários como prevenção, porque seu câncer está ligado aos hormônios. “Mais uma vez eu digo que Deus faz tudo perfeito. Por exemplo, quando eu engravidei me perguntava o porque de ter filho tão cedo, mas hoje vejo que se não tivesse acontecido na época, eu não poderia mais ser mãe”, finaliza.

Acesse o link e veja o video relacionado: www.youtube.com/watch?v=io024VIN5NM

  • Depois de ser abandonada e superar o câncer, cuiabana incentiva outras mulheres a enfrentar a doença
  • Depois de ser abandonada e superar o câncer, cuiabana incentiva outras mulheres a enfrentar a doença
  • Depois de ser abandonada e superar o câncer, cuiabana incentiva outras mulheres a enfrentar a doença
  • Depois de ser abandonada e superar o câncer, cuiabana incentiva outras mulheres a enfrentar a doença
  • Depois de ser abandonada e superar o câncer, cuiabana incentiva outras mulheres a enfrentar a doença
  • Depois de ser abandonada e superar o câncer, cuiabana incentiva outras mulheres a enfrentar a doença
  • Depois de ser abandonada e superar o câncer, cuiabana incentiva outras mulheres a enfrentar a doença
Isabela Mercuri - Olhar Conceito

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário