05/08/2011 - 08h:10 Psicólogo é espancado e roubado no interior

O psicólogo Eduardo Vieira, um dos mais conceituados de Barra do Garças, foi solto por volta das 19 horas pela Polícia Militar. Ele estava amarrado dentro de sua residência na rua Liberdade próximo ao cemitério após ter sido roubado e espancado por dois bandidos armados. O assalto começou no final da tarde com os elementos tocando a campainha da residência e o médico veio abrir sendo rendido.

Os bandidos levaram uma camionete Ecosport, cor preta, jóias, um notebook, uma câmera digital e dinheiro. Eduardo relatou que os ladrões foram altamente violentos lhe agredindo fisicamente e depois amarrando-o com fios de extensão e fita crepe. Mesmo traumatizado pelo assalto, o psicólogo deu informações aos policias de tudo que aconteceu. 

Nesse momento, os PMs estão percorrendo no centro e cidades vizinhas como o Pontal do Araguaia atrás dos assaltantes. Segundo Eduardo, os bandidos estavam com roupas sujas e de ‘cara limpa’. Uma onda de crimes vem tirando o sono da população de Barra, de 55 mil habitantes. Semana passada, ladrões roubaram durante o dia uma relojoaria no bairro Santo Antônio levando 40 mil reais em jóias ignorando câmeras de segurança.
 
Tanto na residencia do médico como na rua tem câmeras. As imagens devem ajudar na identificação dos ladrões.

A suspeita é que esses elementos sejam de fora pela forma violenta que executam seus crimes. Todas as viaturas estão empenhadas nesse momento atrás dos suspeitos. O psicólogo está acompanhado da família e de amigos nesse instante.

De Barra do Garças - Ronaldo Couto

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário

OS COMENTÁRIOS É DE TOTAL RESPONSABILIDADE DOS INTERNAUTAS QUE O INSERIR. O REPÓRTER DO ARAGUAIA ONLINE RESERVA-SE O DIREITO DE NÃO PUBLICAR MENSAGENS COM PALAVRAS DE BAIXO CALÃO, PUBLICIDADE, CALÚNIA, INJÚRIA, DIFAMAÇÃO OU QUALQUER CONDUTA QUE POSSA SER CONSIDERADA CRIMINOSA. OS COMENTÁRIOS QUE CONTER NOS ITENS CITADOS ACIMA SERÃO EXCLUÍDOS. TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO ARQUIVADOS ATRAVÉS DO IP E SERVIRÃO DE PROVAS CONTRA AQUELE QUE USAR ESTE MEIO DE COMUNICAÇÃO.