05/08/2013 - MT INTEGRADO, SUAS VERDADEIRAS INTENÇÕES

Já não basta atitudes eleitoreiras e viciadas, para resolver problemas decanos de toda uma região?

 

Sabemos que o real objetivo do grupo que hora está no poder, nada mais é do que tapar o sol com a peneira, bastante furada, os problemas de falta de infraestrutura deste estado, que graças aos empresários e produtores do agronegócio, alavancam a economia do estado e do país.

 

A região do triangulo Paranatinga, Querência e Canarana, torna-se a cada dia, espectro de crescimento do interesse de grandes empresas do ramo da produção agrícola, trazendo assim a atenção de outros empresários ou grupos de "comerciantes", que de uma hora para outra estão interessados em trazer asfalto para a MT 020, mesmo sabendo que seu custo final será altíssimo (pagos integralmente com dinheiro público), além de que não vimos nenhuma“ONG  ecoesperta”, fazendo no Ministério Público, qualquer queixa contra a possível extinção de ratos do banhado, lagartixas  prateadas ou coisa parecida tão importante, capaz de barrar obras de fundamental importância para a vida daqueles que sempre sofreram nestas antigas e malditas estradas de terra e pontes de madeira.

A rota será Canarana/Paranatinga e daí para frente o pedágio, que está já resolvido, apesar das audiências públicas ocorridas em Paranatinga e Primavera do Leste terem resolvido ao contrário.

 

Enfim, esta obra financiada com o nosso dinheiro, será apenas para facilitar o aumento do tráfego nos trechos pedagiados desta MT 130, hora propositadamente abandonada e se deteriorando, acabando com os automóveis , caminhões  e  passando o carimbo de idiotas que pagam IPVA ( mais caro do país), que por aqui trafegam,  na intenção de justificar sua concessão.

 

Parabéns aos nossos governantes. Agora, nesta semana que passou, foi noticiado um roubo estranho, onde “bandidos” roubaram os documentos da licitação para a recuperação do trecho de 142 km da rodovia estadual  MT 130, entre Paranatinga e Primavera do Leste, que estavam completos  e disponíveis  em cima de um balcão e nada  foi encontrado.

 

Que coisa esquisita. Muito esquisita. Mas, muito mais esquisito foi o anúncio extra oficial do valor da obra de recuperação, em torno de R$ 900.000,00 ( novecentos mil reais), para uma situação de maiores e mais destruídas  áreas de asfalto e concreto, que no passado, em 2012, com tudo mais barato que hoje, e menos destruição na rodovia,  custou R$ 1.228.000,00 ( hum milhão e duzentos e vinte e oito mil reais), valor muito abaixo dos noticiados R$ 23.000.000,00 (vinte e três milhões de reais) que será o valor  pago por dois quilômetros de duplicaçãoda saída de Cuiabá, na rotatória da estrada da Guia até a rotatória da Fundação Bradesco, na estrada para Chapada dos Guimarães.

 

Parabéns governador e futuro senador Silval. Rayel deverá trabalhar muito e ser muito bem pago, para convencer Mato Grosso, não apenas a grande capital Cuiabá,  de que seu governo foi mesmo o melhor.

 

Resta saber se os nossos deputados aqui votados, entre os quais os moradores desta região, voltarão por aqui dizendo que são preocupados com a população desta região, pedindo nossos votos e vendendo os mesmos sonhos.

 

Está chegando a hora de o eleitor dar o troco, basta para isso lembrar-se de que somos parte de um estado muito rico, que pagamos o maior ICMS nas contas de energia elétrica e telefonia, o maior IPVA e as maiores taxas de DETRAN, além de um FETHAB,  com destinos misteriosos e sem qualquer aplicação visível entre nós, meros mortais, distantes do poder, apenas  financiadores desta máquina voraz, que consome toda a receita financeira, sem dar a menor bola para a qualidade dos serviços prestados  à sociedade, que é realmente quem paga por tudo, tudo mesmo.

 

Escrito por Jorge Zamar Neto