05/08/2016 - Taques: "Teremos um candidato com chances reais de ganhar"

O governador Pedro Taques (PSDB) declarou, na tarde desta quinta-feira (4), ter recebido com tranquilidade a decisão do prefeito Mauro Mendes (PSB), que desistiu de se candidatar à reeleição.

 

Taques foi comunicado nesta manhã sobre a decisão, pelo próprio prefeito. Eles conversaram sobre o assunto dentro de um carro, na frente do diretório do PSDB.

 

Ao voltar a se reunir com membros da cúpula do PSDB, na sede do partido, em Cuiabá, o governador garantiu que o grupo político que apoiava a candidatura do prefeito (PSDB, PSB, PSD e DEM) possui nomes capazes para disputar a eleição.

“Já temos várias saídas. Nós estamos muito tranquilos em relação a isso. Temos conversado com o prefeito Mauro Mendes, com o PSB e outros partidos políticos. Podem ter certeza que nós teremos candidatos com cahcnes reais de ganhar a Prefeitura”, afirmou.

 

“Nome do PSDB existe, assim como do PSB, PSD e partidos que estão conosco. A decisão deve sair de hoje para amanhã”, disse.

 

"Política é uma nuvem"

 

Taques ressaltou que a relação que possui com Mauro continua sendo de lealdade.

 

“Recebi com total respeito a decisão. Política é uma nuvem, muda a todo momento. Temos que entender a posição do Mauro, pois ninguém foi mais leal ao Mauro do que eu, desde 2010. Assim como ele foi leal a mim. Todas as vezes que fui perguntando, afirmei que nós estaríamos juntos e estaremos”, declarou.

 

“Mauro e meu amigo, o PSB está junto conosco. Eu acredito no que o Mauro disse. Temos que entender isso: política não é profissão, é uma vocação e missão”, afirmou.

 

Questionado se o PSDB é quem deve indicar o substituto de Mauro, o governador desconversou.

 

“Eu defendo que o grupo político tenha um candidato. Quando estamos em um grupo político, independente da sigla, nós queremos estar juntos”, declarou.

 

 

 

 

 

Comentários

Data: 05/08/2016

De: Luis Gonzaga Domingues

Assunto: luisodomingues@hotmail.com

O senhor Taques que terá um bom candidato para disputar a prefeitura de Cuiabá. Com certeza deve ser igual a ele, ou seja, não cumpre a Constituição Federal e nem a Lei de Responsabilidade Fiscal. Além disso, fica acusando o Sintep de fazer política partidária. Eu pergunto o que esse mala faz todos os dias no governo. Olha! Ele é Juiz de Direito com todo esse analfabetismo político e funcional. Imagine você formado em Direito e falar que os professores não podem fazer política. Vai ser analfabeto em outro lugar. É verdade que o mesmo representa um partido da ultra direita. KKK.

Novo comentário