05/09/2012 - Lideranças do Araguaia buscam solução para evitar conflito em área indígena

 

 

Os prefeitos da região do Araguaia e representantes da Associação de Produtores da Gleba Suiá Missú, se reuniram na Associação Mato-grossense dos Municípios com o presidente da Assembléia Legislativa, José Riva e o  secretário de Justiça e Direitos Humanos, Paulo Lessa, para tratar dos conflitos de terra na área indígena de Maraiwatsede, onde estão mais de cinco mil pessoas.

A desocupação da área está prevista para o próximo mês de outubro, através da força nacional,  a retirada dos não índios preocupa a classe política e as lideranças da região. O Governo do Estado já se posicionou com uma permuta de terras com a Funai. A mobilização é para tentar reverter a situação de despejo das famílias que estão naquela área há mais de 30 anos.

O presidente da Assembleia Legislativa, Jose Riva, disse que a questão é mais política que judicial. Segundo ele é necessária uma mobilização dos políticos para sensibilizar a presidente Dilma Roussef, que pode reverter a situação. A reserva foi criada a partir de um decreto presidencial e ele não acredita que a justiça federal irá passar por cima. “Temos que chamar atenção para o caos social e o risco de mortes na região em conflito. Somente a presidente pode alterar o decreto”, assegurou.>>>

 

O secretário de Justiça e Direitos Humanos, Paulo Lessa, ao ouvir os relatos de moradores da Gleba Suiá Missú, ressaltou a necessidade de ir á Brasília e busca de uma solução mais rápida. Ele disse que vai tentar uma audiência com a ministra da secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Maria do Rosário, para tratar da questão. O secretário já encaminhou o assunto ao governador Silval Barbosa, que também já esteve em Brasília em tratando do assunto. Os prefeitos e lideranças da região do Araguaia se prontificaram em acompanhar o secretário.

 

 O morador João Antonio da Costa, de 62 anos, disse que o clima é de tensão, pois os integrantes da Força Nacional que estão no local, intimidam os moradores a todo momento. Ele disse que as famílias dedicaram muito a terra onde nasceram seus filhos e netos. “Trabalhamos a vida toda, não é justo que nos tirem de lá. Prefiro morrer a deixar a terra adquirida, onde eu e minha família plantamos para garantir o nosso sustento”, argumentou.    

 

Já existe no local uma infra-estrutura com atividade econômica, além de escolas com mais de 800 alunos matriculados. Os moradores da Gleba plantam e comercializam os seus produtos na região.

As terras foram ocupadas pelos não índios na década de 1960, a área foi desmembrada e parte dos títulos da fazenda Suiá Missú foi vendida, onde foram instalados os assentamentos.

Em 1993 deu início ao processo de demarcação do que seria a área de ocupação indígena.   Após um estudo da Funai, a região foi demarcada como reserva indígena de Maraiwatsede. O Tribunal Regional Federal determinou a retirada dos produtores, mas eles questionam o processo de demarcação. A área se tornou uma conflito judicial entre produtores e índios Xavantes.

 

Escrito por assessoria com redação Água Boa News 

 

Comentários

Data: 06/09/2012

De: lllccss

Assunto: terr a indiginas

os miores de fora e os pequenos apanhando.............................. a do olho companhaeiros e tem de eleição...............cuidados.cui....................

Data: 05/09/2012

De: evangelico

Assunto: terra indigina

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do “O Repórter do Araguaia”. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site “O Repórter do Araguaia”, poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Atendendo ao pedido do MPF (Ministério Público Federal), o site “O Repórter do Araguaia” estará disponibilizando o endereço de IP nos comentários aqui postados. Temos certeza que essa atitude acordada entre todos os sites, evitará ataques infundados aos candidatos que disputam a eleição 2012.

Data: 05/09/2012

De: trabalhador rural

Assunto: Re:terra indigina

Vc se entitula de evangelico, e fica ai julgando e torcendo pra que aconteça o pior, pensa num probema social , qtas familias do p. d mata , que nao tem pra onde ir, pensa. eu sou CRENTE, naon evangelica e nao sei porque vc tem raiva da fazendeiro que produz o de comer pra vcs, e da emprego. qual a razãomda indignação, FOMOS FILHO DO REI, E VENCEDORES ESSA TERRA NOS DADA PELO SENHOR, O MEU DEUS É UM DEUS DE JUSTIÇA E VERDADE E POR ISSO VAMOS VENCER COM A VERDADE.

Data: 05/09/2012

De: ENVANGELICO

Assunto: Re:Re:terra indigina

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do “O Repórter do Araguaia”. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site “O Repórter do Araguaia”, poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Atendendo ao pedido do MPF (Ministério Público Federal), o site “O Repórter do Araguaia” estará disponibilizando o endereço de IP nos comentários aqui postados. Temos certeza que essa atitude acordada entre todos os sites, evitará ataques infundados aos candidatos que disputam a eleição 2012.

Data: 05/09/2012

De: EVANGELICO

Assunto: Re:Re:terra indigina

OLHA FAZENDEIRO EU NÃO TENHO RAIVA NÃO EU TENHO RAIVA É DE LATIFUNDIARIO MALANDRO QUE PISOU NESE POVO EM 2004 GILBERTÃO É COMPANHIA .ESS DEVE IR PARA CADEIA O DIA DELES ESTÃO CHEGANDO O VC É MAL INFORMADO NA EPOCA ATE O COMANDO DA POLICIA MILITAR CAI EM CUIABÁ .

Data: 05/09/2012

De: MORADOR E CRENTE

Assunto: Re:terra indigina

O SR.SABIA QUE POLITICO E PESSOA IDEAL PRA RESOLVER OS PROBLEMAS SOCIAIS, ELES FORAM ELEITOS PRA ISSO, COR EVANGELICO.
ISSO NAO ERRADO NEM DESONESTO, ESTAO NO PEPAL DELE, DEFENDER A MAIOREIS E NINGUEM E CONTRA INDIO, SO TEM LUGAR PRA ELES.

Data: 05/09/2012

De: EVANGELICO

Assunto: Re:Re:terra indigina

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do “O Repórter do Araguaia”. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site “O Repórter do Araguaia”, poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Atendendo ao pedido do MPF (Ministério Público Federal), o site “O Repórter do Araguaia” estará disponibilizando o endereço de IP nos comentários aqui postados. Temos certeza que essa atitude acordada entre todos os sites, evitará ataques infundados aos candidatos que disputam a eleição 2012.

Novo comentário