05/09/2013 - Desmontagem de estrututra altera trânsito na Avenida do CPA

O trânsito na Avenida do CPA continua alterado na noite desta quarta e quinta-feira, 5,  para  o demonte da estrutura metálica que serviu de suporte  para a concretagem das vigas do viaduto da Sefaz. A obra integra o pacote para implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT). Conforme explica o assessor de Mobilidade Urbana da Secopa, Josemar Sobrinho, o bloqueio, das 22 hs às 5 horas é para manter a segurança dos motoristas. Ele será feito no sentido Centro-CPA. “Para manter a segurança dos condutores a desmontagem das estruturas será feita à noite, não prejudicando o trânsito que durante o dia retornará ao normal”, disse o assessor. 
 
Durante o bloqueio, os motoristas que seguem do Centro para o CPA terão duas opções de trajeto. A primeira será pela avenida Juliano Costa Marques seguindo até rotatória de acesso à av. Oátomo Canavarros, onde deverá virar à esquerda para seguir em direção à av. Dr. Vicente Emílio Vuolo no bairro Morada do Ouro e retomar o acesso à av. do CPA. 
 
A segunda alternativa é trafegar pela região do Centro Político e Administrativo, pela avenida Hélio Ribeiro Torquato da Silva, em seguida à direita na av. André Maggi (que dá acesso à Assembleia Legislativa) e à direta novamente na av. Dr. Hélio Ponce de Arruda para retornar à av. do CPA. 
 
“Pedimos ainda que os motoristas mantenham a atenção e a paciência durante esta ação que representa um passo a mais para o término da obra. Lembrando que os serviços serão feitos somente à noite e que na manhã seguinte a passagem por baixo do viaduto se mantém sem alterações”, reforça Sobrinho. 
 
O viaduto da Sefaz, com 278 metros e em formato de ferradura, será constituído de duas faixas de circulação, em apenas um sentido, sendo usada como alça de retorno pelos motoristas que estiverem trafegando no sentido Centro-CPA e quiserem retornar à região central de Cuiabá ou acessar o Centro Político e Administrativo. O VLT passará por baixo do elevado. 
 
Os trabalhos nesse canteiro tiveram início em janeiro e a construção está na reta final, com 100% da fundação e da mesoestrutura (pilares e cimbramento). As lajes também foram todas concretadas e as cabeceiras do viaduto (terra armada) estão sendo finalizadas. As próximas atividades serão a pavimentação (asfalto) e sinalização viária. 
 

Paralelo a isso as equipes de engenharia estão iniciando os trabalhos de terraplenagem e pavimentação das vias marginais, embaixo do viaduto. Atualmente, cerca 50 homens estão trabalhando nessa frente de obras, em turnos diurno e noturno. 

 
 
24 horas news

 

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário