05/09/2016 - Wilson ataca Procurador e diz que líder nas pesquisas quer “permitir mudança de sexo de crianças”

O candidato a prefeito de Cuiabá Wilson Santos (PSDB) partiu para o ataque contra o Procurador Mauro (Psol), líder nas pesquisas de intenção de voto, e acusou o adversário de querer implantar a política de gênero nas escolas, o que o tucano define como “trazer de volta ao plano municipal de educação que a criança menor de idade possa ter direito a mudar de sexo com nove, dez, quinze anos”. Wilson diz que leu isso nas propostas do líder nas pesquisas e de mais dois candidatos, apesar de o plano de governo candidato do Psol não citar o assunto em nenhum momento.

As críticas de Wilson foram proferidas em uma reunião política transmitida ao vivo pelo Facebook do candidato, de evento realizado na manhã deste sábado (3), dia seguinte da publicação da pesquisa Ibope que apontou Mauro como líder das intenções de voto (com 24%) e candidato com menor rejeição junto ao eleitorado (7%). O mesmo levantamento apontou que Santos é o candidato com maior rejeição, com 54%. “Tem candidato ai que é a sexta vez que é candidato, ai perguntaram para ele o que ele faz quando não é candidato”, alfinetou o "Galinho" em um momento do discurso.
 
“Agora pouco eu estudava, nesta madrugada, o programa de governo de alguns deles. Tem três candidatos ai que defendem a chamada política de gênero nas escolas municipais. Eles querem trazer de volta ao plano municipal de educação que a criança menor de idade possa ter direito a mudar de sexo com nove, dez, quinze anos, quando quiser. Não temos nada contra isso com maior de idade, mas isto na minha gestão não vai passar nem perto da rede municipal de educação”, declarou Wilson Santos.
 
“Vocês se lembram quando o deputado [Carlos] Abicalil propôs isso no Congresso Nacional o que é que aconteceu com a campanha dele para senador. Tem três propondo isso ai no plano de governo, um inclusive liderando pesquisas. A sociedade precisa saber dessas coisas para depois não dizer que foi enganada”, completou o candidato. Os três primeiros colocados na pesquisa Ibope são Mauro, Emanuel Pinheiro (PMDB) e o próprio Wilson. O programa de governo de Emanuel Pinheiro também não trata em momento algum de política de gênero na educação municipal e é apenas uma reprodução de uma diretriz de 2008 do PMDB, como antecipou Olhar Direto (
veja aqui).
 
Procurador Mauro: “ataque da velha política”
 
No mesmo horário em que Wilson Santos discursava na reunião partidária, o candidato Procurador Mauro caminhava pelas ruas do centro da capital. Informado pela reportagem do ataque do adversário, preferiu não entrar em polêmica e afirmou que irá confrontar ideias com o tucano durante os debates na televisão.
 
“A gente vai sofrer todo tipo de ataque dessas candidaturas ai, né? As candidaturas que representam a política antiga vão fazer todo o tipo de ataque contra a gente para tentar descredenciar a gente perante o eleitor, mas a gente sabe que o eleitor está bem esclarecido sobre suas propostas e a gente vai ter também a oportunidade de debater diretamente com ele, né? A gente aguarda o debate para debatermos diretamente essa ideia com ele”, declarou.
 
Mauro sequer quis comentar a postura do adversário. “A gente não tem como avaliar a campanha dos outros, mas eu estou muito feliz com a nossa campanha. Está muito legal, está muito bom, todo lado que a gente vai a gente vê as pessoas falando: ‘ah, a minha família está com você’. Isso está ta muito legal. A candidatura dele [Wilson Santos] representa muito o que as pessoas não querem. As pessoas não querem hoje essas mesmas pessoas que estão vindo com novas promessas. Por ora a gente não vai nem discutir, não vou nem polemizar”, finalizou.
 
Política educacional
 
O plano de governo do candidato Procurador Mauro protocolizado junto à Justiça Eleitoral, no que diz respeito à educação, não aborda questão de gênero e defende creches e escolas com atividades lúdicas e inclusivas. “A educação que queremos construir é a da inclusão: que nos leve da África e seu legado aos nossos bairros e suas histórias e lutas; que nos faça conhecer para preservar nossos ecossistemas; que nos permita reconhecer nos indígenas sua importância para nossa vida em sociedade”.
 
Mauro ainda propõe uma ampliação do número de vagas no ensino infantil e fundamental, ampla discussão da grade curricular, além de uma política de valorização do trabalhador da educação com melhores planos de cargos e carreiras e aposentadorias. “Combateremos, ainda, a evasão escolar e trabalharemos para que as escolas acolham as crianças em turno integral. Melhoraremos as condições de inclusão das crianças e jovens com deficiência e ampliaremos o número de escolas infantis, para que nossas crianças sejam atendidas e seus responsáveis possam trabalhar tranquilos. Buscaremos, também, a erradicação do analfabetismo”, garante.

A pesquisa Ibope
 
Divulgada na sexta-feira (2), a pesquisa Ibope apontou o seguinte quadro de intenções de voto: Procurador Mauro com 24%, Emanuel Pinheiro com 22%, seguido de Wilson Santos com 18%, Julier Sebastião (PDT) e Serys Slhessarenko (PRB) com 6% e Renato Santtana (Rede) 1%. Os eleitores que alegaram a intenção de votar em branco ou anular foram 14% e apenas 9% não souberam opinar. A pesquisa tem 4% de margem de erro e nível de confiança de 94% e foi registrada em 27 de agosto, sob identificação MT-04797/2016. No total, 602 pessoas foram entrevistas entre 29 de agosto e 01 de setembro.
 
A pesquisa também apontou o seguinte quadro para rejeição: Wilson Santos com 54%, Serys Slhessarenko com 17%, Emanuel Pinheiro 13%, Julier 10%, Renato Santtana 8% e Procurador Mauro 7%.  Além disso, 2% dos entrevistados afirmaram que poderiam votar em qualquer um e 19% não responderam. Como cada eleitor podia neste quesito falar o nome de mais de um candidato, a soma das porcentagens ultrapassa 100%.

 

 

 

Da Redação - Lucas Bólico

Comentários

Data: 09/09/2016

De: Luis Gonzaga Domingues

Assunto: luisodomingues@hotmail.com

Esse tal do Wilson Santos é verdadeiro idiota,. Eu conheço esse indivíduo pessoalmente. Ética e conhecimento sobre politica ele não conhecimento suficente. É um verdadeiro analfabeto político e funcional. O problema que o povo que sabe pouco gosta desse tipo de gente, porque ele abraça as pessoas e diz que você está linda(o) e promete tudo que ele sabe que é impossível fazer quando estiver no governo. Não contribui para educar o povo. A população se nega enquanto ser político, imaginando que somente quem faz política partidária faz política. É evidente que não, pois todos somos seres políticos já que comemos, estudamos, fizemos sexo, necessitamos de moradia e trabalhos por exemplo. É ai entra os políticos desinformados trocando votos durante a eleição, O eleitor aperta a tecla da máquina de votar e políticos some para cuidar dos seus afazeres particulares esquecendo do povo. Aparecendo uma vez por semana câmara de vereadores, câmara federal, senado, executivo, etc. E a população acredita que a parte mais importante do processo democrático que ocorre no período eleitoral já cumpriu com seu papel de cidadão consciente politicamente, economicamente e social já que se diz ser um indivíduo a político. Portanto, o eleitor afirma categoricamente que não existe fisicamente aqui na Terra, pois não se considera um cidadão consciente politicamente. Passa a responsabilidade para eles e jamais participa da discussões no poder legislativo. Eu pergunto, por que o político vai se preocupar com pessoas que não existes, ou seja, não discutem e participam dos debates sobre educação, saúde, moradia, emprego, etc.
Política é ciência que discuti ou debate vários assuntos, entre eles, aqueles que citei anteriormente. Agora política partidária tem vários viés ou enfoques. Um deles é a ideologia defendida na proposta no estatuto do partido, a filosofia do mesmo, modelo sócio econômico proposto, concepção de sociedade e assim por diante. Além disso, é necessário ter conhecimento sobre as principais teorias dos principais pensadores, como por exemplo, Sócrates, Platão, Aristóteles, Hegel, Karl Marx, Engels, Adans Smith e muitos outros intelectuais de várias áreas do conhecimento do passado e atuais. Do contrário você vai ser enganado durante a vida inteira e ficar reclamando dos políticos. Deixa de ser besta.

Novo comentário