05/10/2015 - Médico alerta sobre gordura de carboidrato

Todos falam da importância de controlar o nível de colesterol no sangue. Mas você sabia que somente 20% a 30% do nosso colesterol vem dos alimentos ingeridos em uma dieta comum? Isso porque a maioria é produzida pelo próprio corpo humano. Já os triglicérides – ou triglicerídeos - também gorduras circulantes no sangue, sofrem grande influência da alimentação diária, podendo estar presente em cerca de 90% do que comemos, principalmente nos carboidratos.

De acordo com Sérgio Vencio, endocrinologista que integra o corpo clínico do laboratório Cedic Cedilab, os triglicerídeos se constituem em gorduras importantes para nosso organismo e por isso seus níveis devem ser acompanhados. “Os altos níveis de triglicerídeos são comumente ignorados por muitos, mas devem ser controlados nos casos mais extremos. O aumento pode estar ligado ao aparecimento de diabetes tipo 2 e pancreatite. Porém, pesquisas questionam uma possível conexão desse lipídio com a presença de doenças cardiovasculares”, explica.

Diagnóstico precoce

O especialista informa que não há sintomas ligados à altos níveis desta gordura, por isso é importante manter os exames em dia. “O diagnóstico precoce é crucial para identificar e tratar o problema. Para dosar o nível dos triglicérides é utilizado o exame de Perfil Lipídico, que informa também sobre outras substâncias encontradas no sangue, como o próprio colesterol. Outro exame que pode ser realizado é do TG isolado, que irá avaliar apenas os triglicerídeos. Se o TG estiver acima de 400 o paciente deve ser encaminhado para um tratamento”, esclarece o médico.

A coleta de sangue para investigação dos níveis dos triglicerídeos deve ser feita com 12 horas de jejum e 3 dias de abstinência de álcool. “Cabe ao médico especialista avaliar se o paciente precisa realizar este exame, mas o Perfil Lipídico faz parte da maioria dos check-ups anuais”, ressalta o especialista.

Segundo o endocrinologista, o tratamento da hipertrigliceridemia, ou seja, o excesso deste lipídeo, deve ser concentrado na perda de peso, atividade física e redução no consumo de carboidratos, especialmente doces e álcool. “Os produtos que devem ser evitados são: bebidas alcoólicas, refrigerantes, açúcar, pães, massa e doces em geral”, conclui o médico. 

 

Redação do GD

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário