05/12/2013 - Júlio Pinheiro arrasa adversário é o novo presidente da Câmara de Cuiabá

O vereador Júlio Pinheiro (PTB) é o novo presidente da Câmara Municipal de Cuiabá. Ele foi eleito nesta quinta-feira com 15 votos, contra 3 dada e seu adversário, o vereador Chico 2000 (PR) e 7 abstenções. Antes da votação, o vereador Onofre Junior (PSB), que assumiu a presidência após o afastamento de João Emanuel (PSD) e sua renúncia após o escândalo de grilagem fez uma última tentativa para se manter no cargo, ao evocar o artigo 23 do Regimento Interno que diz que no caso de renuncia do presidente, deve se votar para a escolha de um novo vice-presidente. Não conseguiu sensibilizar seus pares.

 

A eleição para a presidência da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Cuiabá já era previsível. Na madrugada desta quinta-feira, o vereador Júlio Pinheiro esteve reunido com os 15 vereadores que o apoiavam. A vitória era tão certa, que em discurso de 10 minutos, antes da votação, Chico 2000, que teve apenas três votos, um dele mesmo, chegou a enaltecer o concorrente ao afirmar que “tenho a certeza que Júlio Pinheiro será um excelente presidente”.

 

O processo de votação foi aberto pelo presidente em exercício, Onofre Júnior. Após dar a palavra a Júlio Pinheiro, que prometeu ser um presidente participativo e respaldando todos os vereadores, além dos servidores públicos, ele tentou a última manobra para permanecer na presidência. Invocou o regimento interno ao informar que ele é claro quando diz que na vacância do presidente o vice-presidente assume e faz se uma nova eleição para vice-presidente.


O vereador Toninho de Souza (PSD) tratou logo de jogar água fria na pretensão de Onofre, ao lembrar que na terça-feira o presidente havia se comprometido a não disputar a eleição e concordou com pleito. Depois do rápido bate papo foi iniciada votação que deu a tranqüila vitória de Júlio Pinheiro por 15 votos a favor, 3 contras e 7 abstenções.

 

O que surpreendeu foi o número de abstenção entre eles do ex-presidente da Câmara João Emanuel e do líder do prefeito Mauro Mendes (PSB), Leonardo de Oliveira (PTB) que justificou que os dois concorrentes fazem parte da base aliada e, portanto, não poderia votar em nenhum. A vereador Lueci Ramos (PSDB), aproveitou para cutucar os vereadores que abstiveram. Após votar em Júlio Pinheiro, ela disse que a casa não pode contar com vereadores que não se comprometem com os problemas do legislativo. “Todos os vereadores deveriam dar o seu voto”, disse.

 

A votação foi encerrada com o vereador Wilson Kero Kero, seguindo a ordem alfabética que começou com Advair Cabral dando voto a Júlio Pinheiro. Kero Kero foi o último a dar voto em Júlio, quando começou uma intensa festa no plenário, com os vereadores indo cumprimentar o vencedor.


Satisfeito e invocando a experiência adquirida em dois mandatos como presidente da Mesa Diretora, Júlio Pinheiro disse que vai cumprir seu papel, fechando o livro que mostrava a Câmara como a “Casa dos Horrores” e abrindo um novo livro, mais próximo ao papel de legisladores e do povo cuiabano.

 

“A expressiva votação mostra que a casa confia no trabalho que desempenhei como presidente da Câmara em outras gestões e daquilo que posso fazer, agora com mais experiência. Vamos fechar de vez o livro que foi seguido até aqui e dar uma nova dinâmica a política cuiabana”, declarou.

 

Jonas Jonizo | Redação 24 Horas News

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário