05/12/2014 - "A maioria não gostaria de ver um novato como presidente"

A deputada estadual eleita Janaina Riva (PSD) afirmou que existe um consenso na Assembleia Legislativa de que o próximo presidente seja alguém com “experiência legislativa”.


“Ao mesmo tempo em que há a exigência de renovação, a grande maioria dos eleitos não gostariam de ver um novato como presidente da Assembleia. Gostaria de ver uma pessoa que, no mínimo, tenha experiência de legislativo”, disse ao Midia News. 

Ela minimizou uma suposta resistência em relação ao deputado eleito José Botelho (PSB), que tenta se viabilizar para disputar para presidente.


“Não acredito que seja a pessoa do Botelho que tenha uma rejeição. Mas, sim, o sentimento de que o presidente precisa conhecer a Assembleia, o regimento interno, a relação da Casa com o Governo. Foi pensando nisso, por exemplo, que eu mesma resolvi nem participar dessa disputa”, afirmou.


“Então, o problema é a vida pública dele estar iniciando agora, enquanto os deputados esperam alguém com mais maturidade política. E eu acredito também que tenha que ser um deputado com experiência, não precisa ser alguém que já esteve na Mesa, mas alguém que, de fato, conheça a realidade da Assembleia”, disse.

Guilherme na dianteira


Nesse sentido, o deputado reeleito Guilherme Maluf (PSDB) levaria vantagem numa disputa com Botelho, na base do governador eleito Pedro Taques (PDT), o chamado “Grupo dos 11”.


Para Janaina, a disputa pela Mesa segue para uma chapa de consenso, encabeçada por Maluf e Mauro Savi (PR).


“Acho que o processo caminha para uma chapa de consenso entre os dois grupos. E isso seria o melhor para Casa, para não ficarmos com uma Assembleia dividida, como foi o caso da Câmara de Cuiabá, no ano passado. Mas isso ainda exige muito diálogo. Até fevereiro muita coisa vai acontecer”, disse. 


“Mas tenho visto que o nome do Botelho, pelo mesmo fato, também passa por dificuldade dentro do grupo dos 13. Então, acho que seria mais fácil uma interlocução com Maluf, até porque ele já convive com o colegiado e conhece a Assembleia”, afirmou.


Janaina afirmou que o futuro presidente da Assembleia precisa não apenas comandar os trabalhos em plenário, mas exercer liderança entre os parlamentares.

“Existe uma diferença muito grande entre ser o presidente da Assembleia e conseguir exercer uma liderança. Essa pessoa tem que agregar. Então, temos que elencar os nomes dos candidatos e escolher, com critério, aquele com uma boa liderança e articulação”, disse.

 

 

Douglas Trielli 

Da Redação

 

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário