06/01/2016 - Soja em Mato Grosso ainda é castigada pela falta de chuva; quebra pode chegar a 20%

06/01/2016 - Soja em Mato Grosso ainda é castigada pela falta de chuva; quebra pode chegar a 20%

As lavouras de soja em Mato Grosso ainda são castigadas pela falta de chuva, mais precisamente na região do Vale do Araguaia. A estimativa do setor produtivo é que as perdas do grão nesta safra 2015/2016 cheguem próximo de 20% da produção esperada. O plantio da oleaginosa no estado segue até o dia 15 de janeiro em áreas afetadas pela estiagem. Segundo relatos de produtores, em algumas áreas, onde a colheita começou, constatou-se entre 8 e 10 sacas por hectare.

Em algumas regiões, como Médio-Norte e Centro-Sul, as chuvas começaram a regularizar-se a partir do dia 24 de dezembro. Contudo, segundo o setor produtivo, nas “lavouras perdidas não há volta”.

As primeiras projeções, feitas ao final de dezembro, apontavam quebra de um milhão de toneladas de soja, de 29 milhões de toneladas para 28 milhões de toneladas. “Vamos rever estes números, pois em conversas com outros produtores ao que tudo indica é que a quebra chegue em torno de 20%. Ainda temos regiões, como a do 
Araguaia, com falta de chuva”, afirma o produtor em Sorriso e presidente doSindicato Rural do município, Laércio Lenz.

O produtor de 
Sorriso comenta, ainda, que algumas áreas com irrigação de pivô já iniciaram a colheita, contudo a produtividade verificada é de aproximadamente 50 sacas por hectare, quando deveria estar na casa das 70 sacas por hectare.

Produtor em 
Nova Xavantina, região do Vale do Araguaia, o presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT), Endrigo Dalcin, comenta que há relatos de produtores que colheram entre 8 e 10 sacas por hectare.

“De fato vamos rever os números de produção. Acredito que as perdas ultrapassem um milhão de toneladas”, frisa 
Endrigo Dalcin, que revela ter encerrado o replantio em sua lavoura neste final de semana.

Questionado sobre o setor procurar o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para auxilio aos produtores mais prejudicados, o presidente da Aprosoja-MT revela que a entidade já entrou em contato com o secretário de 
Políticas Agrícolas do Ministério, André Nassar. “Conversamos com o Ministério e convidamos o secretário para vir a Mato Grosso e verificar a situação para ver no que podem nos ajudar, pois ainda temos lavouras com chuva em um talhão e em outro não”.

Chuva durante a semana

Conforme o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), entre os dias 04 e 08 de janeiro a previsão é de tempo nublado a encoberto com pancadas de chuva e trovadas isoladas. A máxima deve chegar a 37ºC.

Em Cuiabá os termômetros devem variar entre 28ºC e 32ºC, com possibilidade de pancadas de chuva durante toda a semana. Em Sorriso a máxima pode chegar a 26ºC na sexta-feira, 08 de janeiro, e pode chover a semana toda.

Para Nova Xavantina, conforme o Inmet, a previsão é de tempo encoberto com chuvisco a pancadas de chuva. A máxima deve variar entre 26ºC e 33ºC. Também pode chover nesta semana em 
Ipiranga do Norte.

 

 

 

Viviane Petroli

Agro Olhar

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário