06/03/2012 - Ex-jogador do Corinthians é preso por abuso sexual de menina de cinco

 

“Quando olhei, ele já estava com a calça desabotoada, com o órgão sexual dele para fora e com minha filha sentada no colo dele”, disse na tarde desta segunda-feira (5) o comerciante sobre o momento em que viu o ex-jogador do Corinthians, de 37 anos de idade, com a menina de 5 anos. O pai da garota, de 40, aceitou falar com o G1 sob a condição de que seu nome não fosse divulgado.

 

O atleta está preso sob a acusação de estupro de vulnerável. A vítima passará por exames para saber se houve relação sexual entre ela e o jogador. Segundo a polícia, o acusado, que foi campeão paulista pelo Corinthians em 1995, se reservou ao direito de falar em juízo.

 

O flagrante narrado acima pelo comerciante ocorreu na madrugada desta segunda-feira (5) em São Paulo. O suspeito e a criança estavam no banco de trás do carro do homem, que guiava o veículo. Na frente também estava a sua mulher, que estava preocupada ao ver o meio-campista abraçar a garota. “Mas eu não acreditei na minha mulher. Nem olhei para trás, achei que ele estava sendo carinhoso com minha filha e nada mais”, disse o comerciante.

 

O caso

Todos os quatro voltavam de uma partida de futebol em Taboão da Serra, na Grande SP, onde o jogador, que atualmente pertence ao time master do Corinthians, tinha participado de uma disputa entre veteranos.

 

“Faz um ano que eu o conheço. Não era um amigo, era um conhecido. Fui com minha mulher e minha filhinha ver esse jogo porque também sou apaixonado por futebol. Sou atleta amador e jogo de vez em quando. Foi jogando que conheci esse sujeito. Ele então

me pediu uma carona para São Paulo. Eu dei, mas me arrependi”, falou o pai da menina.

 

Em seu depoimento à polícia, a mulher do comerciante, 41, disse que ficou desconfiada do comportamento do jogador e quando olhou para trás viu o órgão sexual do jogador para fora da calça. “Ela gritou na hora falando isso. Eu então me virei e percebi que ela falava a verdade. Coloquei minha mão para trás e acabei segurando no órgão dele para ele parar com aquilo. Ele estava com a calça baixa. Mandei minha mulher pegar minha filha e parei o carro. Pedi para ele sair do carro e dei uns cascudos nele porque ele mereceu”, disse o comerciante. “O sujeito ainda pediu desculpas, falou que perdeu a cabeça. Mas isso não tem desculpa que resolva”.

 

A carona virou caso de polícia: o suspeito foi preso pela Polícia Militar, que passava pela Avenida 23 de Maio, em Moema, por volta da 0h30 desta segunda. Os policiais militares socorreram o jogador, que estava ferido, e deram voz de prisão após ouvirem a versão dos pais da menina de que ele teria tocado nela. “Quando a PM o prendeu, ele continuava com a calça abaixada”, disse o pai.

 

Jogador

Levado ao 27º Distrito Policial, no Campo Belo, na Zona Sul, onde o caso foi registrado, o atleta foi indiciado por estupro de vulnerável. Nesta manhã, seguiu para a carceragem do 26º DP, no Sacomã, onde aguardava uma vaga numa unidade prisional.

 

Até agora, o suspeito não se pronunciou oficialmente sobre o caso, de acordo com o delegado Armando Roberto Bellio, do 27٥ DP. O G1 não divulga o nome do jogador porque não conseguiu localizá-lo ou falar com seus advogados.

 

Ouvida na delegacia na presença de seus pais, a menina contou, segundo o boletim de ocorrência, que o jogador “abaixou as calças e colocou seu órgão genital para fora e puxava o tempo todo [...] para seu colo com finalidade de colocá-la em cima de seus órgãos genitais”. Ela também disse que o jogador "não tirou sua calcinha".

 

O pai da vítima afirmou que sua filha irá passar por exames médicos nesta tarde para saber se o jogador manteve relações sexuais com ela.

 

Procurado, o assessor da presidência do Corinthians, Sergio Alvarenga, confirmou o nome do atleta como ex-jogador do clube. "Ele jogou pelo clube e não é mais funcionário do Corinthians. Quanto à equipe master, é uma ação entre amigos. A gente autoriza que usem o nome do Corinthians porque a equipe é de ex-jogadores do clube. Agora, se esse atleta praticou isso [abuso sexual] esperamos a apuração dos fatos", disse.

 

G1

Comentários

Data: 06/03/2012

De: Leitor

Assunto: Jogador

Mas afinal, qual o nome do jogador? Por que não divulgar se é caso de crime grave e as pessoas têm de conhecerem os criminosos para que evitem de depositarem neles confiança.

Novo comentário