06/04/2013 - Maranhense procura pai que veio para Mato Grosso há 26 anos trabalhar no garimpo

Há 26 anos sem ter notícias do pai que saiu do interior do Maranhão, do município de Tuntum, para vir para Mato Grosso trabalhar no garimpo, o vigilante Rui Rei Lopes de Souza, de 33 anos, está à procura de Domingos Moreira de Souza.

Segundo ele, o pai, atraído pela oportunidade de ganhar dinheiro e tirar a família da miséria em que viviam no interior do Maranhão, já tinha vindo para o estado outra duas vezes antes de desaparecer de vez.

“A ultima vez em que ele resolveu voltar para Mato Grosso, foi no ano de 1987. Eu e meus dois irmãos éramos muito pequenos, não nos lembramos de muita coisa, mas sei que ele e minha mães se desentenderam e ele não voltou mais pra casa”, relatou.

Rui entrou em contato com o Olhar Direto à procura de ajuda, na esperança de que com a divulgação da matéria, caso o pai ainda esteja vivo, faça contato e haja o reencontro com ele e os irmãos.

Tão logo Domingos saiu de casa rumo ao sonho do ‘eldorado mato-grossense’, a mãe de Rui, Maria Eunice Lopes de Souza, decepcionada, o deixou com irmãos aos cuidados da avó e mudou-se para Teresina, no Piauí, onde logo casou novamente e construiu outra família. 

Rui e os dois irmãos só reencontraram a mãe 13 anos depois, e desde então, ele conta que nasceu a vontade de rever o pai também. “Quero notícias, saber se ele está bem, se ainda está vivo e porque nunca mais nos procurou”, desabafa. 

Ele não sabe precisar para que região do estado o pai veio na época, mas um tio ainda vivo conta que Domingos relatava que no local onde trabalhava, faziam a extração do ouro por meio de mergulho.

Atualmente Rui e os irmãos moram em São Luís, Capital do Maranhão. A única recordação que tem do pai é uma foto muito antiga, rasurada, mas que fez questão de digitalizar nos enviar para ajudar nas buscas.

Caso alguém conheça Domingos Moreira de Souza, ou saiba alguma notícia sobre ele, favor entrar em contato com o Olhar Direto pelo e-mail laura@olhardireto.com.br, ou pelos telefones (65)30528872 (65)99729283.

 

Da Redação - Laura Petraglia

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário