06/04/2015 - Blairo Maggi deixa de apoiar governo Dilma, revela que ia deixar o Brasil e lamenta que economia esteja ladeira abaixo

Considerado uma das principais vozes da política brasileira, principalmente no âmbito do agronegócio, o ex-governador e atual senador mato-grossense Blairo Maggi (PR) rompeu o silêncio e concedeu uma entrevista polêmica ao jornal O Estado de São Paulo, um dos maiores do Brasil. Ele diz que o Brasil está indo ladeira abaixo e 2015 será um ano perdido, para a economia.

O senador do PR foi um dos maiores cabos eleitorais da presidenta Dilma Rousseff (PT), em Mato Grosso e outros Estados, na última eleição presidencial. Todavia, agora, o mega-empresário diz que sente na pele a consequência da crise no país e desabafa dizendo que o governo Dilma é um paquiderme, um elefante que não se mexe.
 
Na opinião de Blairo, candidatos que usarem o 13 na próxima eleição, serão derrotados, porque a insatisfação é muito grande.
 
Blairo revelou ainda que já pensou em deixar o Brasil. “ Isso não sou eu. Uma boa parte do empresariado brasileiro se pergunta muitas vezes: o que é que eu estou fazendo aqui? Pelo grau de dificuldades. Não é que não se goste. Não quero ir embora. Quando a gente fala isso é um desabafo. você vai aos EUA e vê tudo funcionando tudo tranquilo tão programado. Aqui é toda uma confusão”, desabafou Maggi.

Em entrevistas anteriores à reportagem do Olhar Direto, Maggi já havia manifestado sua insatisfação com a economia nacional. Em 2014, chegou a ensaiar uma licença de dois anos para montar projetos do grupo André Maggi, controlado por sua família, no Canadá. 

 

 

 

Da Redação - Ronaldo Pacheco

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário