06/04/2015 - PM segurança do governador é baleado; namorada é suspeita

O policial militar Alexssandro Moreira de Oliveira, de 39 anos, que faz parte da segurança do governador Pedro Taques (PDT), está internado na UTI do hospital Jardim Cuiabá, na Capital. Ele está em estado de coma induzido.

 

Ele recebeu um tiro no maxilar, por volta das 7 horas deste domingo (5), na residência de sua mãe, no Jardim Independência, em Cuiabá. 

 

Sua namorada, Ellen Gonçalves Santana, de 34 anos, é a principal suspeita de ter efetuado o disparo. A arma usada pertence ao próprio policial, uma pistola calibre ponto 40, de uso restrito das forças policiais. 

Segundo apurou o MidiaNews, Alexssandro e Ellen participaram de um churrasco na noite de ontem, na residência de sua mãe.

 

Como a confraternização acabou tarde da noite, ambos resolveram dormir na residência.

 

Disparo

 

Pela manhã, a mãe do PM estava na frente da casa, quando ouviu um disparo e correu para ver o que era.

 

As demais pessoas que estavam na casa acordaram com os gritos da mãe. Eles encontraram Alexssandro caído em uma área externa, já desacordado e sangrando abundantemente.

Segundo parentes do PM, a namorada deu a versão de que ele teria tentado suicídio. Depois, disse que se tratava de um tiro acidental.

 

Diante das contradições, ela foi detida na Polinter.

 

Pascoal Ramos

 

Segundo o advogado Fábio Lessa, ela é a principal suspeita de um crime passional. 

 

“Foi uma tentativa de homicídio, não tenho dúvidas quanto a isso. Estamos, neste momento, tomando as providência para que ela não seja liberada”, afirmou. 

 

Lessa, que é advogado da família do policial, afirmou que a suspeita está no IML (Instituto Médico Legal) para realizar exame de corpo de delito e, em seguida, será transferida para a carceragem do presídio Pascoal Ramos.

 

 

Da Redação

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário