06/04/2016 - Dom Pedro Casaldáliga repudia tentativa de desestabilização do Governo e pede isenção do MP e Judiciário

06/04/2016 - Dom Pedro Casaldáliga repudia tentativa de desestabilização do Governo e pede isenção do MP e Judiciário

Em carta aberta às comunidades sobre a atual conjuntura política do país, o bispo Dom Pedro Casaldáliga, juntamente com agentes da pastoral da Prelazia de São Félix do Araguaia e com o bispo Dom Adriano Ciocca Vasino, repudiaram uma suposta tentativa de desestabilização do Governo Federal. No texto, eles alertam para o risco de que o Brasil seja conduzido ao caos generalizado, assim como para a possível ação de grupos conservadores, que seriam respaldados pela grande mídia.
 
“O momento atual que a sociedade brasileira atravessa é delicado e exige acima de tudo uma reflexão aprofundada isenta de paixões e partidarismos”, diz trecho do documento. Nele também é destacada a importância do combate às injustiças, e solicitado ao Ministério Público (MP), e ao Poder Judiciário, que ajam com isenção, rigor e imparcialidade no exercício de suas funções, punindo os responsáveis independentemente do partido a que pertençam.
 
A carta, elaborada após quatro reuniões realizadas entre os dias 28 de março e 2 de abril,  para a discussão do tema, foi divulgada no domingo (3), no site oficial da Prelazia de São Félix do Araguaia. 

 

Confira a íntegra do texto:


 Sabemos que uma crise econômica, que se iniciou de forma concreta em 2008, está afetando fortemente o sistema capitalista e tem provocado, por parte de grandes empresas e países ricos como os Estados Unidos, uma investida violenta em diversos países em desenvolvimento. Tais países são vistos como fornecedores de matéria prima e mão de obra barata para alimentar o luxo e o consumo dos ricos de fora e da elite interna que tem se tornado cada vez mais rica e opulenta.


 Povos e comunidades são desconsiderados e expropriados de seus direitos para abrirem espaços para as grandes empresas. No Brasil, a conjuntura atual é caracterizada por uma profunda crise política institucional, que ameaça as conquistas democráticas, rompendo com o pacto social realizado nas últimas décadas, bem como com o respeito aos valores humanos básicos.


 Como Igreja, apoiamos o combate às injustiças e a corrupção e apelamos ao Ministério Público e ao Judiciário que ajam com isenção, rigor e imparcialidade no exercício de suas funções, punindo os responsáveis independentemente do partido a que pertençam.


 O momento atual que a sociedade brasileira atravessa é delicado e exige acima de tudo uma reflexão aprofundada isenta de paixões e partidarismos. Apelamos para o bom senso dos integrantes do Congresso Nacional (Deputados e Senadores), afim de que saibam olhar a complexidade e delicadeza desse momento. Não podemos retroceder nas conquistas democráticas alcançadas.


 Repudiamos a tentativa de desestabilização de um Governo democraticamente eleito, sob o risco de conduzir o País ao caos generalizado. Grupos conservadores, respaldados pela grande mídia, passam uma visão superficial e manipulada do grave momento que o país vive. Acreditamos que a sociedade brasileira, civil e organizada, esteja à altura de compreender a gravidade do momento e dizer NÃO a qualquer tentativa de golpe.


 
O Povo já superou graves crises institucionais, saberá manter a serenidade e de forma pacífica fará valer o Direito e a Justiça.

 

 

 

Da Redação - André Garcia Santana

Comentários

Data: 07/04/2016

De: lololo

Assunto: blabla

será esse cidadão após conseguir com o apoio da dilma acabar com o posto da mata e acabar com são felix do Araguaia ainda não se da por satisfeito?

Data: 07/04/2016

De: PATRAO

Assunto: SENIL

ESSE VELHO SENIL,NAO PARA DE DAR PALPITE NA POLITICA BRASILEIRA,ELE É UM ESTRANGEIRA,O PROJETO DO DEPUTADO SEVERINO CAVALCANTE,PRA EXPULSAR ELE FO PAIS,TINHA QUE TER DADO CERTO,MENOS UM AGITADOR NO PAIS !!!!!

Data: 06/04/2016

De: EU

Assunto: D PEDRO

BLÁ,BLÁ,BLÁ!!!!

Novo comentário