06/06/2011 - 08h:00 Organizador da “I Semana da Agricultura Familiar do IFMT” fala do evento que começa quarta

 O professor Elizeu Luiz Brachtvogel falou com exclusividade ao BBnews sobre a "I Semana de Agricultura Familiar" do IFMT Campus Confresa que tem como objetivoaproximar a comunidade da capacitação técnica dos futuros profissionais das áreas técnicas ligadas à produção, e levar informações aos produtores rurais da região, com foco em agricultura familiar, através de palestras e mini cursos.  

Segundo Brachtvogel O IFMT campus Confresa é um campus novo instalado no município de mesmo nome pelo plano de expansão da educação profissional da SETEC/MEC. Portanto este será o primeiro evento da Instituição.   

“O IFMT campus Confresa está localizado na região nordeste do estado de Mato Grosso, caracterizada por ocupação espacial de assentamentos rurais promovidos pelo INCRA e INTERMAT. Apesar dos benefícios de infra-estrutura esses assentados necessitam de conhecimentos e técnicas aplicadas à produção familiar de extensão rural, que na localidade é precária. O Instituto então vem suprir essa lacuna quando traz à região competências atitudinais que permearão agregação de valor e melhoria da produção rural com conseqüências para o desenvolvimento local. Nesse sentido, o evento proposto, da oferta de cursos de capacitação agrícola, resultará no aprendizado dos conhecimentos tecnificados, que aliados ao saber local, como alternativas para as práticas culturais, propiciarão um novo olhar dessas comunidades na agricultura familiar”, afirmou Brachtvogel ao BBnews. 

Ao perguntarmos a importância do evento para região o professor enfatiza, “esta região é caracterizada por assentamentos da reforma agrária implantada pelo INCRA; são 5.080 famílias distribuídas em 14 projetos de assentamentos e 07 Glebas com 235 famílias ainda não regularizadas pela reforma agrária. Segundo constatação in loco dos professores e técnicos do IFMT campus Confresa a grande maioria dessas famílias assentadas foram beneficiadas com lotes e infra-estrutura, mas não crédito financeiro (PRONAF); há também a falta de assistência de extensão rural, o que torna esta região com a característica do menor IDH do estado de Mato Grosso. A princípio o IFMT campus Confresa ministra cursos de licenciatura em Química e Ciências Agrícolas, de bacharelado em Agronomia e educação profissional técnica em agropecuária e alimentos” categorizou ele.

“Através desses cursos o Instituto Federal tem a intenção de suprir a demanda reprimida por qualificação profissional tão necessária ao desenvolvimento da região. Todavia, a formação acadêmica e ou técnica levará o mínimo de três anos para se efetivar. Como existe in loco a necessidade imediata de qualificação, pretende-se com a I Semana de Agricultura Familiar, às famílias assentadas e estudantes dos cursos técnicos, aliarem o conhecimento tácito local com conhecimento de tecnologias alternativas para o incremento de produção, para o melhoramento genético e conhecimento de processos e procedimentos para o estabelecimento de empreendimentos solidários que leve a qualidade da produção e a inserção de produtos no mercado regional”, afirmou o professor acreditando na mudança de cultura local.

Ele disse ainda que a I Semana de Agricultura Familiar no Campus Confresa tem como objetivo a capacitação local dos futuros profissionais das áreas técnicas ligadas a produção no campo e de famílias dos assentados da reforma agrária, cuja perspectiva é beneficiar os assentados da agricultura familiar da região do território e cidadania do Norte Araguaia, proporcionando treinamento para o uso de tecnologias alternativas que possam ser utilizadas para o desenvolvimento das atividades relacionadas ao setor agropecuário que venha a contribuir com a melhoria da qualidade da produção local. 

Segundo o professor os principais resultados esperados são: atualização de novos conceitos e formas de trabalho, treinamento de pessoas com uso de tecnologias alternativas de produção e redução do impacto ambiental, formação de opiniões sobre as atuais exigências do mercado para os setores de produção, definição de estratégias para a sustentabilidade de cada setor produtivo abordado e melhoramento das condições de produção e conseqüentemente da oferta do produto para o mercado local e regional auxiliando na melhoria da renda e  difusão de tecnologias para o  agricultor familiar.

 Por Leandro Nascimento de Confresa/O Repórter do Araguaia

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário