06/06/2016 - Pedro Taques afirma que governo faz esforço hercúleo para manter investimentos em MT e alerta que é crise grave

06/06/2016 - Pedro Taques afirma que governo faz esforço hercúleo para manter investimentos em MT e alerta que é crise grave

O governador José Pedro Taques (PSDB) afirmou que o governo de Mato Grosso vai se esforçar ao máximo para manter os investimentos, principalmente em infraestrutura. “De fato, faltam recursos. Então, temos de  economizar e priorizar. Nós estamos priorizando áreas que há muito tempo sonham com uma obra como esta”, afirmou ele, ao lado de secretários de Estado, neste sábado (4), durante visita às obras de duplicação do primeiro trecho da Rodovia Emanuel Pinheiro e da pavimentação da MT-020, que liga Chapada dos Guimarães ao Distrito de Água Fria, com 54,9 quilômetros de extensão.
 
O chefe do Poder Executivo confirmou que, em poucos dias, estará em discussão uma nova reforma administrativa para reduzir o custeio e, desta forma, sobrar dinheiro para investimentos. O conteúdo da reforma só será divulgado quando estiver em condições de ser encaminhada para apreciação e votação da Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

 

“Muitas vezes até tem o dinheiro, mas não tem o projeto. A gente prioriza bons projetos, porque senão, depois, acontece o que vivemos hoje em Mato Grosso: obras paradas”, disse Taques, no meio do canteiro de obras, recebendo explicações dos secretários Marcelo Duarte, de Infraestrutura, e dos adjuntos Mário Catalano Corrêa, de Obras; e Luiz Carlos Nigro, de Turismo da Sedec.
 
“Os erros praticados nos últimos anos nas últimas gestões comprometem sobremaneira a atual gestão. Agora, eu não vim aqui para dar desculpas. Os políticos, aliás, gostam de dar desculpas”, observou ele, para a reportagem do Olhar Direto.


Pedro Taques lembrou que Mato Grosso possui mais de duas mil pontes de madeira que necessitam ser trocadas, porque a diferença de durabilidade é brutal. As pontes de concreto superam décadas, enquanto as de madeira necessitam de manutenção a cada dois anos. E a madeira está cada vez mais escassa.
 
“Vamos construir novas rodovias e reconstruir outras.  Além de novas estradas, precisamos reconstruir essas estradas que estão em péssimas condições. Portanto, nossa administração não vai ficar falando só de passado, temos que olhar para o futuro. O cidadão pode ter certeza que cada real está sendo investido corretamente em Mato Grosso”, justificou o chefe do Poder Executivo. 

 

Do Enviado Especial a Chapada dos Guimarães - Ronaldo Pacheco

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário