06/08/2015 - Técnica que permite reduzir gordura localizada oferece riscos à saúde

Criolipólise é um nome complicado para uma técnica que promete reduzir gordura localizada de maneira simples, sem ser invasiva como a lipoaspiração. Porém, se aplicada de forma incorreta, a criolipólise oferece sérios riscos.

Para se livrar das gordurinhas localizadas, a cuidadora de idosos Priscila Ribeiro procurou uma esteticista. O resultado foi traumatizante. 

“Depois de uma hora eu fui, olhei e tava com uma bolha. Depois de quase três, quatro horas, eu cheguei em casa e vi que a bolha tinha aumentado muito, 90%. Eu fui para o hospital e era uma queimadura de terceiro grau".

A esteticista usou a técnica chamada criolipólise, que usa baixas temperatura, em média -10ºC, para combater a gordura localizada. “Nessa técnica, você tem um congelamento das células de gordura como se fosse a morte das células de gordura e ela acaba sendo eliminada naturalmente, em torno de dois a três meses, pelo próprio corpo”, explica a dermatologista Elaine Kunze.

Segundo os médicos, com uma sessão de 40 minutos é possível reduzir em até 25% de gordura da área tratada. Mas há contra indicações: não pode ser usada em gestantes, pessoas que tenham pressão alta ou hérnia abdominal. 

Além disso, é preciso alguns cuidados para evitar queimaduras. "Não pode ser uma manta muito fina, porque a manta fina não dá uma proteção correta. Uma das complicações mais frequentes é a queimadura”, alerta Elaine.

Não é difícil encontrar nas redes sociais, esteticistas oferecendo tratamentos baratos de criolipólise. Uma delas, por exemplo, diz que faz pela metade do preço, mas que não garante o resultado.

De acordo com a presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia em Mato Grosso, Juliana Mendonça, tem aumentado o número de pessoas com queimaduras depois de fazer a criolipólise com quem não aplica a técnica corretamente. 

“É interessante que registre um boletim de ocorrência e que permita que essas complicações sejam divulgadas, para que outras pessoas saibam também que mesmo a técnica parecendo muito simples e muito segura, toda a técnica pode trazer complicações".

 

 

Eunice Ramos 
Do Jornal Hoje

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário