06/09/2013 - Nova Olímpia vai comemorar Dia da Independência com Ato Cívico

O dia Independência do Brasil (7 de setembro) será comemorado em Nova Olímpia com um Ato Cívico defronte a secretaria de municipal de Educação, localizada no bairro Centro.

 

Marcado para iniciar às 07h00, com presença de alunos e professores das escolas da rede municipal de ensino, autoridades municipais, entre elas o prefeito Cristovão Masson, presidente da Câmara, José Pires Neto e demais vereadores, secretários municipais, servidores da administração, pais de alunos e demais membros da comunidade, o Ato terá, segundo cronograma já definido pela secretaria de Educação e diretores de escolas, hasteamento dos pavilhões e execução dos Hinos Nacional e da Independência, fala das autoridades, apresentações de alunos das escolas Cida Mozar, 13 de Maio e Renê Barbour, e apresentações das Fanfarras da Escola Estadual Wilson de Almeida e Som da Alma (Municipal) que fará sua estreia.

 

Ainda segundo o secretário de Educação, Marcos Antonio dos Santos Lima, na oportunidade haverá uma homenagem ao aluno Erick Mascarenhas, medalhista de prata na 8ª OBMEP- Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas e a entrega de uniformes às escolas municipais.

 

ALVORADA FESTIVA – Também está programada para às 06h30, a alvorada festiva, oportunidade que a Fanfarra Municipal ‘Som da Alma’ percorrerá ruas e avenidas.

 

INDEPENDÊNCIA - É um dos fatos históricos mais importantes do país, por que marca o fim do domínio português e a conquista da autonomia política.

 

Denomina-se Independência do Brasil o processo que culminou com a emancipação política do território brasileiro do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves (1815-1822), no início do século XIX, e a instituição do Império do Brasil (1822-1889), no mesmo ano.

 

Oficialmente, a data comemorada é a de 7 de setembro de 1822, em que ocorreu o chamado “Grito do Ipiranga”.

 

De acordo com a historiografia clássica do país, nesta data, às margens do riacho Ipiranga (atual cidade de São Paulo), o Príncipe Regente do Brasil, então D. Pedro de Alcântara de Bragança (futuro imperador Dom Pedro I do Brasil), terá bradado perante a sua comitiva: “Independência ou Morte!”. Determinados aspectos dessa versão, no entanto, são contestados por alguns historiadores em nossos dias.

 

Imprensa Pmno

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário