06/11/2012 - Semana do Curso de Pedagogia da Faculdade Cathedral com o tema: Educação Especial: Aprender com as diferenças

 

Aconteceu de 22 a 26 de outubro a IX Semana do Curso de Pedagogia da Faculdade Cathedral com o tema: Educação Especial: Aprender com as diferenças, discutiu em suas atividades a inclusão de pessoas portadoras de necessidade especiais em escolas regulares, questão que tem movimentado as escolas por não estarem fisicamente adaptadas para esta inclusão, tampouco os educadores, em suas graduações foram preparados para este momento importante vivido pela educação.

Durante a semana foram criados espaços e momentos para discutir os anseios e angustias dos acadêmicos e educadores quanto ao tema, propondo atividades para auxiliá-los em suas práticas pedagógicas.

A palestra de Abertura da IX Semana foi realizada pelo Prof. Ms. Mauri Costa, Coordenador do Núcleo de Atendimento às Altas Habilidades/Superdotação - NAAH/S- de Cuiabá - MT , que conversou com os participantes sobre a Educação Inclusiva como suporte à Educação Especial.

 

Na segunda noite, a Prof. Esp. Catarina Lucia Pires da Luz- Formadora da Educação Especial do CEFAPRO, palestrou sobre a Legislação para Educação Especial e Salas de recursos contando com a participação das professoras das salas de recursos da rede estadual de educação que relataram sobre suas experiências como AEE. Da E.E. Maria Nazareth, a Prof. Esp. Hulda Soares dos Santos falou sobre a formação para professores que atendem em salas de recurosos; A Prof. Esp. Maria Helena Beserra representou a E.E. Dom José Selva, contando sua experiência com alfabetizadora de alunos cegos, em especial o acompanhamento de jovens cegos que fazem curso superior como leitora; A E.E. São João Batista participou com o relato das Professoras Especialistas Izaurina Taveira Lopes Moreira e Ariane Bergamin sobre as atividades com alunos surdos; a Prof. Esp. Sandra Maria Marques Parreira, da E.E. Filinto Muller apresentou rico material pedagógico teórico e prático sobre a Tecnologia Assistiva, um importante recurso para pessoas como mobilidade reduzida e paralisias diversas.

 

Esta noite, muito rica pelo compartilhamento de tantas vivências contou ainda com a participação da Associação Barragarcense de Cegos que, por meio de seus funcionários e deficientes associados, considerou sobre as dificuldades em sobreviver em uma sociedade que não é adaptada as suas necessidades e da importância das escolas não só prepararem os educadores, mas também a conscientização dos cidadãos no respeito e consideração com as pessoas deficientes, incluindo em suas colocações a importante contribuição da Faculdade Cathedral com a inclusão de alunos com deficiência em seus cursos, cumprindo com sua responsabilidade social. No intervalo, o Grupo de Percussão da E.E. Nossa Senhora da Guia abrilhantou o evento.

 

A terceira noite iniciou com a apresentação das alunas do 8° semestre que representaram  o emocionante musical “ O som do Silêncio”. Na sequência, a Prof. Esp. Ivety Maria Luz, Diretora do Centro de Atendimento Educacional Especializado à Criança Profª. Doralice Rosa de O. Escolástica, palestrou sobre o trabalho deste centro, apresentado sugestões de materiais que foram adaptados pelas professoras na tentativa de melhorar a qualidade de vida e facilitar a aprendizagem das crianças que lá são atendidas. No segundo momento da noite, os inscritos dirigiram-se para as oficinas selecionadas. A oficina de Introdução ao estudo de Libras, foi conduzida pela Prof. Esp. Maria José de Souza Vaz e Silva, professora do Curso de Pedagogia da Faculdade Cathedral e a Oficina de Confecção de Material Pedagógico Adaptado, que foi conduzida pela Prof. Ivety Maria Luz do CAEC. As oficinas tiveram continuidade durante todo o período da quinta noite. No espaço cultural, as alunas do 8° semestre fizeram apresentações musicais e esquetes de teatro.

 

Em parceria com a Prof. Esp. Nádia Raquel Dutra de Morais Mourão, Diretora E.E. Luis Dias Paes Leme de Aragarças/GO, na sexta-feira, foi realizada uma oficina de orientação e mobilidade, intitulada “sentindo na pele”, cujas atividades teóricas e práticas visavam proporcionar aos participantes as sensações e sentimentos vivenciados pelas pessoas com necessidades educativas espaciais ao desenvolverem atividades práticas como, por exemplo, em aulas de educação física. Esta atividade contou com a participação de Katiele, síndrome de down, aluna do 8ºano da E.E. Luis Dias Paes Leme- Aragarças/GO, artista e excelente jogadora de voleibol.

 

No encerramento da IX Semana, os participantes foram convidados a assistir uma bela apresentação de Ballet e Jazz em parceria com a Escola Madre Marta Cerutti, contando com o profissionalismo e competência do Professor  Luis Carlos Bezerra e participar de um coquetel, um momento de confraternização para finalizar o evento.

 

“Tenho certeza de que a semente foi plantada, confiamos na capacidade de multiplicação dos participantes para que possamos construir uma sociedade mais humana e inclusiva a partir de nossas crianças. È bom lembrar que este evento só foi possível graças ao investimento da Instituição, ao envolvimento dos acadêmicos, a participação dos professores do Curso de Pedagogia, em especial de alguns profissionais da Instituição, mas principalmente dos parceiros de outras instituições que acreditaram e valorizaram o evento”, completa a Professora Elisiane Tolio, Coordenadora do Curso de Pedagogia.

 

Direção