06/11/2014 - Pela 1ª vez após eleição, Taques tem conversa com Dilma e firma parceria

Pela primeira vez após ser eleito governador, o senador Pedro Taques (PDT) conversa com a presidente reeleita, Dilma Rousseff (PT), nesta quarta (5). O pedetista afirma que, após as eleições os governos estadual e federal precisam se unir para enfrentar os desafios sociais no Estado. Por telefone com a presidente, Taques ressalta que tem grandes desafios pela frente, entre eles a questão da saúde, a redução da violência, bem como a melhora da qualidade da educação.

 

O pedetista explica que mesmo fazendo parte da base de apoio do governo federal, sempre atuou com independência no Senado. “Apesar do posicionamento político, sempre respeitei e fui respeitado pela presidente, que manifestou entusiasmo em ajudar Mato Grosso na superação dos problemas sociais”.

 

O governador eleito acredita que não terá dificuldades em contar com a parceria do governo federal e lembra que o Estado contribui para os resultados positivos da balança comercial brasileira. “Este é apenas um dos fatores que farão com que a Presidência ‘olhe com atenção’ para Mato Grosso”. Taques ainda reforça que Dilma se propôs a trabalhar em conjunto e se colocou à disposição para discutir as políticas públicas que irão melhorar a vida da população.

 

Transição

Conforme anunciou Taques, a equipe de transição deverá finalizar um diagnóstico das pastas nos próximos dias. Os dados irão balizar as mudanças previstas no texto da reforma administrativa, que deverá ser encaminhada à Assembleia para apreciação até o próximo dia 25.

 

Entre as informações a serem buscadas, estão os dados orçamentários, contratos e licitações a vencer, além dos projetos em andamento. A ideia é garantir o funcionamento dos setores essenciais para que não haja descontinuidade na prestação dos serviços públicos. (Com Assessoria)

 

 

 

Gabriele Schimanoski

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário