07/02/2012 - Foragidos da Justiça de MT são presos e sofrem “costigos medievais” na Bolívia

 

Pelo menos 16  brasileiros todos foragidos da Justiça de Mato Grosso foram presos pela Guarda Nacional Boliviana. A prisão desse bando ocorreu durante uma festa na cidade de San Mathias, os policiais cercaram o local a efetuaram a detenção de todos. Um deles de nome Alonso Ribeiro da Silva está sendo investigado naquela cidade como autor de pelo menos três homicídios. Outro preso seria Leonir Moraes, que usa diversos nomes falsos, tem vários mandados de prisão em aberto em Cáceres, no Oeste do Estado, De acordo com informações levantadas em San Mathias, esse grupo estava disparando tiros a esmo, além de causar confusões naquela região.
 
A informação de uma fonte ligada aos parentes de pelo menos três deles é que os presos foram transferidos para o Complexo Penitenciário de Palmasolla,  em Santa Cruz de La Sierra. Essa fonte aponta que os brasileiros foram surrados no estilo boliviano, colocados despidos de frente para uma parede, enquanto os policiais se revezam com uma ripa de cerca de 3 metros com 10 centímetros de largura. Cada brasileiro “ganhou “ 10 ripadas nas nádegas. Esse tipo de tortura é considerado de métodos medievais.

Não bastassem as lesões da madeira, para aumentar a dor, os bolivianos untam a extremidade da vara com extratos de pimenta. Isso seria uma forma castigo mais cruel com os brasileiros “perfugos” como eles dizem – foragidos.

A pratica de tortura com ripas de madeiras não é novidade na Bolivia. No ano passado a TV Record documentou uma sessão  semelhante ,a cidade Cobija, região que faz divisa com o Acre. Em San Mathias há equipe treinada para uso da ripa contra criminosos brasileiros.

Familiares queriam trazer os presos para Cáceres, no entanto, pelo fato deles serem investigados por crimes naquele país, foram recambiados a Palmassolla, enquanto se apuram as suspeitas. Alonso e Lenoir são apontados como os mais perigosos. Além disso em 2009 outro brasileiro Wagner Bispo dos Santos, o Cowboy, teria assinado um vereador boliviano também em San Mathias. No Brasil Cowboy é denunciado como integrante da “Operação Volver”.

San  Mathias que fica a 80 quilômetros de Cáceres é um dos redutos mais procurados por foragidos da Justiça.  De acordo com dados de autoridades brasileiras estima-se que cerca de 150 criminosos brasileiros teriam entrado de maneira clandestina no território boliviano, sendo que 90% deles são fugitivos dos presídios de Mato Grosso.

Nas varas criminais de Cáceres,  a informação da prisão desse grupo de brasileiros é confirmada, mas havia a alegação que eles não tinham recebido nenhum comunicado oficial das autoridades bolivianas.

Uma servidora do fórum de Cáceres revelou que duas mães de brasileiros, estiveram no Poder Judiciário tentando o recambiamento de seus filhos para Cáceres. Conforme  relatos dessas mães, os seus filhos teriam apanhado tanto ao ponto de não poder sentar.  A exemplo de outras fontes , as mães relataram que ocorreram o emprego de castigo com 10 ripadas para cada individuo, sendo também utilizado extratos de pimentas nas extremidades.

 

João Arruda/ de Cáceres

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário