07/02/2015 - Homem é preso se passando por pastor e aplicando golpe Cinderela em mulheres no MT

07/02/2015 - Homem é preso se passando por pastor e aplicando golpe Cinderela em mulheres no MT

A Polícia Civil de Barra do Garças prendeu sexta-feira (06/02) em Goiânia, com apoio da Civil do estado de Goiás, Daniel da Silva. Ele é acusado de aplicar o golpe ‘Cinderela’ com uso de sonífero para dopar as vítimas e cometer crimes de furto e até mesmo estupro.

Ele cometeu dois desta natureza em Barra do Garças e o mais recente foi em novembro do ano passado quando estuprou uma mulher de 30 anos, conforme relato do delegado Wilyney Borges Santana que acompanhou a prisão de Daniel na capital de Goiás.

De acordo com a polícia, o acusado se identificava como pastor itinerante de uma igreja evangélica e mantinha uma página no facebook para atrair as vítimas. E foi desta forma que ele aplicou o primeiro golpe em 2013 na Barra e voltou a repetir a dose em novembro do ano passado.

A vítima contou que conheceu o ‘falso pastor’ na internet e que ele pediu para visitá-la com objetivo de fazer uma oração pela mulher onde colocou alguma substancia na bebida e a vítima literalmente 'apagou'. Ela acordou posteriormente na cama só de roupa íntima. O abuso sexual foi confirmado na sequencia através de exame de corpo delito. A mulher também percebeu que teve eletrônicos roubados da casa pelo acusado.

O suspeito chegou a morar na cidade de Aragarças e a polícia acredita que pode ter feito mais vítimas.
“Nós acreditamos que a partir desta divulgação mais pessoas vítimas deste homem devem procurar a policia”, frisou o delegado.

Daniel mantinha uma página no facebook denominada ‘comunidade evangélica’ onde tinha mais mulheres do que homem e todos entre 30 a 40 anos de idade. A polícia de Barra apurou que o suspeito já tinha passagem por furto em Goiânia.

O delegado pediu que as pessoas tenham mais cuidado na internet e quando conhecer alguma pessoa evite sair logo na primeira vez. “Procure saber com quem de fato você está conversando”, finalizou.

 

Ronaldo Couto

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário