07/03/2011 - 15h:25 PIERROT Operação é realizada para inibir crimes de roubo, tráfico, armas e homicídios no carnaval

A Polícia Judiciária Civil deflagrou nos municípios das doze regionais do interior do Estado mais uma edição da operação “Pierrot. A ação foi deflagrada nas vésperas dos festejos carnavalesco e busca combater o tráfico de drogas, porte ilegal de armas e reprimir os crimes de roubo/furto, meio ambiente e homicídios. O resultado da operação será apresentado na quarta-feira (09.03).
 
No mesmo período de 2010, a operação cumpriu 193 ordens judiciais (mandados de prisão e busca) com 133 prisões e apreendeu 27 quilos de drogas, 21 armas, 12 veículos e R$ 4,6 mil em dinheiro.
 
O delegado geral da Polícia Judiciária Civil, Paulo Rubens Vilela, disse que os policiais foram mobilizados para desenvolverem ações preventivas para que os festejos do carnaval transcorram com tranquilidade.
 
No município de Vila Bela da Santíssima Trindade (521 km a Oeste), policiais da Delegacia da Polícia Civil atendendo denúncia de crime ambiental, apreenderam um caminhão Mercedez Benz 1113 carregado de toras de madeira de várias espécies, totalizando cerca de 15 metros cúbicos, em um sítio vizinho da Gleba Santa Helena, na zona rural. Na área denunciada os policiais apreenderam uma máquina Esteira modelo D14, que realizava desmatamento ilegal no momento, e grande quantidade de aroeira tipo palanque, já beneficiada para comercialização.
 
De acordo com a Polícia, a denúncia informava ainda que pessoas estavam armadas realizando a segurança de madeireiros. Três pessoas foram conduzidas à Delegacia e autuadas por crimes ambientais. Elas relataram que trabalham para o proprietário da área conhecido por Maurício Arueira, que também responderá pelos crimes.
 
A ação contou com apoio de policiais civis de Pontes e Lacerda.
 
Carnaval 2011
 
A Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso empregou 1.453 policiais no carnaval no Estado. Na região metropolitana, atuam 292 investigadores, delegados e escrivães nas oito cidades da Baixada Cuiabana. O plantão será permanente em todas as delegacias da Polícia Judiciária Civil. Haverá policiamento especializado com equipes da Gerência de Operações Especiais (GOE), Gerência de Inteligência Policial (GIP) e Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO); além de equipes da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) e Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).
 
O diretor metropolitano, Marcos Veloso, disse que todo o efetivo da Capital e Várzea Grande estão empenhados no Carnaval de 2011. Equipes policiais serão enviadoa as principais cidades com folia de carnaval, Chapada dos Guimarães, Santo Antonio do Leverger, Poconé, Nossa Senhora do Livramento e Distrito da Guia, além de Cuiabá e Várzea Grande.
 
No interior do Estado foram empregados 80 delegados, 192 escrivães de polícia e 889 investigadores. O diretor de interior, delegado Jales Batista, disse que cada regional montou uma escala especial para o carnaval. “Fora o efetivo convencional do plantão, haverá reforço no trabalho cartorário para atender a demanda da Polícia Militar”, disse.
 
LUCIENE OLIVEIRA
Assessoria/PJC-MT