07/03/2016 - "Ué, mas cadê o japonês?" Lula queria ser preso pelo japonês

07/03/2016 - "Ué, mas cadê o japonês?" Lula queria ser preso pelo japonês

Até o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teria questionado a ausência de Newton Ishii. “Ué, mas cadê o japonês?”, teria dito ao ver os federais à sua porta.

Há duas explicações para a falta de Ishii na operação Aletheia. Primeiramente, porque o japonês não faz parte da equipe da PF que atua em ações como essas. Como chefe da carceragem da Superintendência da PF, ele trabalha principalmente na condução de presos para exames de corpo de delito e transferências. Nesta sexta-feira, nem mandados de prisão foram cumpridos, apenas buscas e apreensão e conduções coercitivas.

Há mais um elemento que implica a ausência de Ishii na operação: ele está de férias e só deve voltar ao trabalho na PF na segunda-feira (7). Mesmo nas últimas operações da PF – como na prisão do marqueteiro João Santana e de sua esposa, Monica Moura, em Curitiba – o japonês da Federal não foi registrado pelas câmeras da Lava Jato.

 

 

 

Caldeirão Político

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário