07/05/2015 - BRASÍLIA - Taques cobra e Mercadante assegura repasse de R$ 450 milhões do FEX

Em reunião na Casa Civil da Presidência da República, o governador Pedro Taques conseguiu a garantia do ministro-chefe Aloizio Mercadante dos repasses de recursos do Auxílio Financeiro para Fomento das Exportações (FEX) relativos ao ano de 2015. No total, o Governo Federal deve repassar a Mato Grosso cerca de R$ 450 milhões.

“O ministro nos deu a esperança de repassar este valor ainda neste semestre. Esses valores são imprescindíveis para que Mato Grosso possa tocar a máquina pública", disse o governador após a reunião. Pedro Taques também conversou sobre o assunto nesta quarta-feira (06.05) com o ministro Joaquim Levy, da Fazenda.

No encontro na Casa Civil, em Brasília, Pedro Taques lembrou a contribuição do Estado para a balança comercial e disse ao ministro Aloizio Mercadante que o Brasil precisa ajudar mais Mato Grosso. "Nós estamos fazendo a nossa parte. Fizemos um ajuste fiscal, estamos cortando gastos, diminuímos o número de comissionados. Receber os recursos do FEX não é um favor da União. É um direito constitucional de Mato Grosso e estamos trabalhando firmemente para que isto se concretize”, completou o governador. O chefe da Casa Civil informou que existe previsão orçamentária para os repasses relativos ao corrente ano.

Mais R$ 720 milhões
Pela manhã, Pedro Taques esteve na sede do Banco do Brasil, em Brasília, onde se reuniu com o vice-presidente Valmir Campello. O governador reiterou o pedido de liberação de recursos na ordem de R$ 720 milhões para o Pró-Concreto, programa de construção e recuperação de pontes nas estradas de Mato Grosso. O montante é referente a um empréstimo antigo já firmado com o Governo do Estado e que havia sido aprovado pelo Tesouro Nacional em dezembro do ano passado, faltando apenas a liberação da verba para executar as obras.

O Pró-Concreto faz parte do Programa Pró-Estradas lançado pelo governador no mês de abril durante visita a Campo Novo do Parecis. O governador explicou que o Pró-Estradas é dividido em quatro eixos: Pró-Estradas Reconstrução, Pró-Estradas Construção, Pró-Estradas Manutenção e Pró-Concreto, que consiste na substituição de pontes de madeira por pontes de concreto. Os trabalhos serão iniciados ainda no primeiro semestre deste ano.

 

José Medeiros/Gcom-MT

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário